segunda-feira, 14 de abril de 2008

O cenário eleitoral está montado



A frente de partidos derrotada na disputa eleitoral de 2004 escolheu, no último sábado (12/4), o seu candidato para o pleito de outubro próximo: Ildo Salaberry (PP), empresário rural e atual presidente do Sindicato dos Empregadores Rurais de Herval, foi o nome escolhido para ser o porta-voz deste grupo político considerado por muitos como anti-popular e eletista, herdeiro da dolorosa tradição autoritária que persegue a história do Herval como uma sombra.
O chamado “frentão” já havia fechado a aliança há vários meses, mas ainda faltava decidir o candidato para representá-lo, o que foi feito através de uma suposta pesquisa de opinião, que teria apontado Ildo como o nome do “frentão” com maiores chances de derrotar o prefeito Camarão.
Mas o comentário é de que o “frentão” ainda pode sofrer a dissidência de lideranças ou mesmo de partidos políticos, que alegam terem caído numa armadilha montada por apoiadores de Ildo juntamente com algumas figuras do PMDB, inconformadas com a derrota na prévia do partido, realizada no final de 2007. Há quem diga que as brigas estão só começando.
Segundo se comenta também, o “frentão” teria sido formado a partir de um acordo que prevê a distribuição igualitária dos cargos entre os partidos aliados num eventual governo e sua principal motivação seria a vontade obsessiva de derrotar o atual prefeito a qualquer preço. Traduzindo: mudariam as moscas, mas a cacaca e a empáfia continuaria a mesma.
É possível superar a dura crise administrativa que assola o Herval há vários anos e que vêm permeando os diferentes governos. Mas para isso, o bem de todos precisa ser colocado acima dos interesses privados ou particulares e o revanchismo político precisa dar lugar à soma de esforços e energias fraternas e criativas pelo bem do Herval, o que parece não ser o compromisso nem o principal pilar de sustentação do chamado “frentão”. Que vença o povo Hervalense!

Nenhum comentário:

Para pensar

Todo mundo, alguém, qualquer um e ninguém Esta é uma história de quatro pessoas: TODO MUNDO, ALGUÉM, QUALQUER UM e NINGUÉM. Havi...