Sobre o Blog do Toninho

O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras "cositas más". Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Mais sobre a agenda de dirigentes municipais em Porto Alegre



A agenda da comitiva de dirigentes do município na capital gaúcha foi concluída sexta-feira (22), com reuniões no DAER, no Gabinete do deputado federal Henrique Fontana e na sede do Departamento de Infraestrutura Rural, Irrigação e Usos Múltiplos da Água – DINFRA, em Esteio.

No DAER, o secretário Toninho Veleda e o Coordenar de Relações Comunitárias, André Luiz P. Silva, foram recebidos pelo Diretor de Infraestrutura Rodoviária, Luciano Faustino. A conversa teve como objetivo reforçar o pedido de intervenção, visando melhorar as condições de trafegabilidade na RS 602 e RS 473 (que ligam Herval a Arroio Grande), bem como da RS 608 (que liga Herval a Pedras Altas). O encontro também serviu para que fosse solicitado celeridade no processo encaminhado pela CEEE local, que pede aprovação de projeto para permitir a construção de travessia e ocupação longitudinal de rede elétrica de distribuição sobre a RS 602, na localidade da Airosa Galvão, com o objetivo de otimizar o trabalho de manutenção da rede de alimentação elétrica, inclusive evitando o deslocamento de uma equipe até o local quando a rede demandar manutenção em decorrência da queda de energia.

No Gabinete do deputado federal Henrique Fontana, a comitiva hervalense fora recebida pelo assessor do parlamentar petista, Diogo Bitencourt. Na oportunidade, foi feita a confirmação de que o deputado vai destinar ao município, por meio de emenda parlamentar, recursos que deverão possibilitar a revitalização da Praça Marquês de Herval, num investimento fundamental para todos os hervalenses que, em sendo efetivado, além de dar cara nova a um dos locais mais atrativos da nossa cidade, vai propiciar mais e melhor oportunidade de lazer, fruição e convívio entre os moradores da Sentinela da Fronteira. Tal proposta deverá começar a tramitar junto ao governo federal a partir de outubro e foi articulado pelo ex-prefeito de Jaguarão, Cláudio Martins, atendendo ao pedido feito pelo secretário de planejamento, Toninho Veleda.

A peregrinação foi encerrada na sede do DINFRA, em Esteio, numa visita de trabalho que teve como finalidade pleitear a perfuração de um poço artesiano no assentamento Bamburral, como também reforçar o apoio da administração de Herval a esse órgão do governo estadual que funcionava a pleno vapor quando estava atrelado à extinta SDR e vive um momento de indefinições, incertezas e paralisia nessa fase em que está sendo vinculado a recém instituída Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Nem só de pão viverá o homem





Tarde de quinta-feira também foi de bastante trabalho na capital



A agenda dos dirigentes da administração municipal em Porto Alegre teve continuidade na tarde de quinta-feira (21), através da reunião com o Superintendente do Incra no RS, André Bessow.

O encontro teve como finalidade pleitear a doação de veículos usados, no intuito de oferecer melhores condições de trabalho para as pastas de Obras e Agropecuária, que atuam na ponta na relação com os assentamentos e, atualmente, encontram dificuldades nos deslocamentos pelo interior do município, em razão do número reduzido de veículos disponíveis. Também foi reiterado o pedido de doação de óleo diesel para auxiliar o trabalho do município no apoio aos assentamentos, pedido que de acordo com o Superintendente, deve ser encaminhado diretamente à Brasília como parte da agenda que a comitiva do CIDEJA (consórcio de municípios do qual Herval faz parte) deverá cumprir na capital federal no próximo mês de março.

O compromisso seguinte foi na representação no estado do Ministério da Agricultura e teve como objetivo buscar informações sobre o Programa Nacional de Crédito Fundiário. Segundo Kleiton Rosa de Oliveira, esse Programa do governo federal deverá ter continuidade, tendo um orçamento de cerca de R$ 800 milhões para a compra de novas áreas de terra, por meio dessa política pública. Contudo, devido às indefinições próprias de todo início de governo, todos os processos se encontram em compasso de espera, tendo em vista a existência de pendências administrativas e operacionais, em termos de contratação de assistência técnica e na relação com as instituições bancárias envolvidas. A expectativa é que o Programa volte a operar normalmente em meados desse ano.

O último compromisso do dia foi na Secretaria Estadual de Articulação e Apoio aos Municípios. A visita teve como objetivo saudar o governo do estado pela criação dessa pasta, assim como estreitar as relações no intuito de fazer desse um canal para o pleito e encaminhamento de projetos com vistas a propiciar novos investimentos no município. Na ocasião, o secretário de planejamento, Toninho Veleda, indicou a importância da gestão estadual levar ao governo federal a sugestão de adequação dos dispositivos da Portaria Interministerial nº 507/2011 que impedem a realização, com mão-de-obra própria, de obras de infraestrutura bancadas com recursos federais, medida que acaba por encarecer bastante o custo dessas obras, especialmente nos municípios de pequeno porte e difícil acesso, como é o caso de Herval.

Representantes do município cumprem agenda em Porto Alegre




Comitiva composta pelo prefeito em exercício, Fernando Silveira, pelos secretários municipais Toninho Veleda e Carlos Dioner Azambuja, além do Coordenador de Relações Comunitárias, André Luiz Pereira da Silva, cumpriu extensa e proveitosa agenda na capital do estado na última quinta e sexta-feira (21 e 22).

A agenda de trabalho teve início pela Assembleia Legislativa na manhã do dia 21, oportunidade em que o prefeito em exercício e o secretário de planejamento participaram de reunião do Grupo de Trabalho do Leite instituído pelo parlamento gaúcho para acompanhar e coordenar iniciativas que visam reverter medidas em âmbito federal que causam grande prejuízo para a cadeia produtiva do leite, situação que já levou milhares produtores a se retirarem dessa atividade, número que tende a aumentar no caso das medidas que facilitam a entrada de leite produzido no exterior não serem revistas pelo governo.

Paralelamente a esse compromisso, o secretário Carlos Dioner e o Coordenador de Relações Comunitárias foram recebidos no Gabinete do deputado estadual Viana (PSDB), ocasião em que apresentaram pleitos e demandas do município na área da saúde e de busca de apoio junto ao governo do estado no pedido de doação de veículos usados, de modo a melhorar os serviços prestados pelas secretarias de Agropecuária e de Obras e Mobilidade Urbana e Rural.

Na sequência, os representantes do município foram recebidos pelo Coordenador Técnico e Operacional do SBT no Rio Grande do Sul. A visita teve como objetivo pleitear a transmissão do sinal aberto desse canal de televisão em Herval, medida pouco provável imediatamente, segundo Marcel, em razão da prioridade ser avançar na expansão do sinal digital, sendo que nosso município ainda recebe a cobertura do sinal analógico. No entanto, foi assumido o compromisso de averiguar a existência de equipamentos disponíveis que venham permitir a transmissão do sinal pelo sistema analógico, com a prefeitura dando o suporte técnico e operacional necessário, o que poderia possibilitar o atendimento desse pedido a curto prazo. 

O secretário Toninho Veleda, ressalta que o mesmo pleito ainda será levado a TV Bandeirantes e Record, que ainda não disponibilizaram agenda para tratar desse assunto. Toninho também salienta que essa pauta atende uma proposição do Legislativo Municipal e que a agenda no SBT foi marcada através do Gabinete do deputado estadual Zé Nunes (PT).

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Preparativos do Carnaval Herval Folia 2019 não param



Secretários municipais da Cultura e do Planejamento sendo recebidos pelo gerente da CEEE local, na manhã desta terça-feira (19). Na pauta, o pedido de ligações elétricas feitos pela administração municipal, que irão possibilitar aos blocos carnavalescos melhores condições para o trabalho de montagem dos carros e alegorias que irão desfilar no Carnaval Herval Folia 2019.

De acordo com o gerente Gerson, as ligações pretendidas estão programadas para serem realizadas ainda no dia de hoje (19), informação que o responsável pela pasta da Cultura, Chico dos Santos, recebeu com ares de contentamento e gratidão. O secretário de Planejamento, Toninho Veleda, por sua vez, ressaltou a importância de comunidades pequenas e distantes como Herval, poderem contar com serviços de empresas públicas, a exemplo da CEEE que, antes do lucro financeiro, visam o desenvolvimento social, cultural, humano e econômico dos lugares que atendem.


sábado, 16 de fevereiro de 2019

Zé Nunes segue trabalhando por Herval



O deputado estadual Zé Nunes (PT) cumpriu agenda de trabalho em Herval na tarde de ontem (15).

O parlamentar que representa nossa região iniciou seu percurso pela visita ao escritório local da CEEE, ocasião em que manifestou sua posição contrária a retirada da Constituição do Estado da obrigatoriedade de realização de plebiscito para possibilitar a venda de empresas públicas, a exemplo das empresas que compõem o grupo CEEE. 

De acordo com Zé Nunes, a venda de empresas que atualmente geram lucro para o estado, além de não resolver e ainda agravar o problema financeiro do RS, representa um prejuízo irreparável sob o ponto de vista do desenvolvimento, uma vez que o setor energético é estratégico para alavancar o setor produtivo o qual depende complemente da energia elétrica. Ele ainda falou do prejuízo social, pois ao contrário do poder público, as empresas privadas que atuam nesse setor visam o lucro e não tem interesse em manter uma tarifa social às pessoas de baixa renda nem de oferecer um serviço de qualidade nos municípios pequenos e distantes como Herval.

Na sequência, o deputado foi recebido pelo prefeito em exercício, Fernando Silveira. A conversa no Gabinete do Prefeito foi acerca da luta de Zé Nunes, em conjunto com um grupo de deputados da Assembleia Legislativa Gaúcha, que vem trabalhando em defesa do leite produzido no Rio Grande do Sul, diante de medidas dos governos federal e estadual que facilitam a entrada do leite produzido em outros países, prejudicando ou até inviabilizando que muitos produtores se mantenham nessa atividade. Nesse sentido, Zé Nunes convidou Fernando, que também é produtor de leite, a participar de audiência que será realizada na próxima quinta-feira em Porto Alegre para dar continuidade a esse importante debate.

Em seguida o parlamentar concedeu entrevista ao vivo pelas ondas da Rádio Herval FM 104.9. Em conversa com Santos Homero, o deputado falou do momento político e administrativo atual do Brasil e do RS, e da sua preocupação com as escolhas dos governos Bolsonaro e Eduardo Leite que caminham na direção do desmonte da máquina pública, da estagnação econômica e da retirada de direitos essenciais da população, a exemplo da pretendida reforma da previdência que deverá impossibilitar que milhões de trabalhadores venham se aposentar no futuro, prejudicando não apenas pessoas individualmente, mas reduzindo o volume de dinheiro que circula nos municípios e ajuda a movimentar o comércio e a economia local como um todo.

O último compromisso foi no Plenário da Câmara de Vereadores, ocasião em que Zé Nunes fez um relato do seu trabalho, das suas principais bandeiras e compromissos, bem como escutou de pessoas da comunidade, de diferentes matizes políticos, sugestões e pedidos de encaminhamento de demandas do interesse do município. 


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Ato político



Diante do escrito de Emir Sader que ora reproduzo, o qual dá um choque de realidade nos tantos ou tontos que embarcaram na onda das fake news, só me resta fazer coro com o canto de Humberto Gessinguer e os Engenheiros do Hawaii: Ah... vida real!



É o Estado, imbecil

Desde o momento em que Ronald Reagan disse que: "O Estado deixou de ser solução, para ser problema", as grandes disputas políticas e os maiores debates de ideias sobre o Estado passaram a ocupar o centro do mundo contemporâneo. O neoliberalismo diabolizou o Estado – acusado de ineficiente, corrupto, burocrático, excessivamente tributador, expropriador de liberdade dos indivíduos -, para melhor abate-lo, ou melhor, colocá-lo na situação de Estado mínimo, diante da promovida centralidade do mercado.
Do que se tratava era de liquidar o caráter de regulação do mercado que o Estado havia assumido desde o fracasso espetacular do liberalismo na crise de 1929. A isso se dedicou o neoliberalismo nas últimas décadas do século passado e nas primeiras deste: liquidar o patrimônio estatal, terminar com as políticas sociais com que o Estado temperava a selvageria do mercado, acabar com a proteção dos mercados internos e com os Estados nacionais.
Como efeito dessas políticas, aumentaram as desigualdades entre os países, entre as regiões do mundo e entre as classes sociais dentro de cada pais. Mas, além de tudo, o primado do mercado rebaixou os níveis de crescimento econômico a seus piores níveis em muito tempo, aumentaram o desemprego e a precarização das relações de trabalho, adotaram a exclusão dos direitos sociais como políticas de Estado. O mundo se tornou mais injusto, quanto mais o liberalismo voltou a primar. Justo essa ideologia que pretende afirmar a igualdade de todos diante da lei, é quem mais promove a desigualdade e a exclusão social.
Mais recentemente Donald Trump, diante dessa realidade, introduziu novas formas de fazer política, inventando um mundo irreal, onde buscar os bodes expiatórios, para os quais pretende desviar a atenção das pessoas em relação ao fracasso da nova versão do liberalismo. O Estado continuou a ocupar o centro da lista de bodes expiatórios com que a direita pretende governar, até ter que se enfrentar com o mundo realmente existente.
Trump achou que resolveria na violência conflitos como aqueles que os EUA têm com países como a Síria, o Irã, entre outros, métodos que já haviam fracassado estrepitosamente em países como o Iraque e o Afeganistão, destruídos pela ocupação militar estadunidense, mas de onde, ainda assim, os EUA não conseguem sair, porque o conflito militar nunca termina.
Trump achou que manteria o mundo sob a dominação unilateral norte-americana, a começar pelos seus aliados, a Europa em primeiro lugar, assim como submeteria a Rússia e a China com suas ameaças. Fracassou de novo, os EUA estão num grau de isolamento como nunca antes haviam estado.
O mundo se rebela contra a falsa imagem que Trump projeta dele e lhe devolve derrotas, de que as mais recentes foram a reabertura do governo sem os recursos para a construção do muro na fronteira com o México, e a falta de maioria nem na OEA, nem na ONU, para condenar o governo da Venezuela.
Os que seguem as trilhas de Trump, já como farsa, como é o caso do Bolsonaro, também se esborracham, rapidamente, contra a realidade que se negavam a reconhecer, escondida sob o manto das suas "fakenews" e do mundo fantasioso que pretendiam que existisse. Em menos de um mês a realidade voltou como bumerangue e deixa seu governo em palpos de aranha, desmentindo rotundamente palavras pelas que jurava e em base às quais montou sua milícia para governar o pais.
O desastre anunciado da represa de Brumadinho fez com que ele e alguns dos seus principais assessores, se encarregassem de desmentir rapidamente aqueles preceitos pelos quais juravam. Iam liberar geral as obras que interessasse, considerando que havia uma indústria de multas, mas tiveram todos que se render à necessidade de rigor maior na concessão das licenças, aplicar multas à empresa e prender a 5 executivos, enquanto o vice-presidente articulava a substituição da direção atual da Vale.
Na hora da crise, como acontece com os governos liberais, apelam para o Estado e desmentem seu próprio receituário. É hora da esquerda recolocar com força o debate sobre o Estado, resgatar o seu papel regulador, demonstrar que catástrofes como essa não existiam quando a Vale era estatal e só podem vir a ser prevenidas no futuro, com uma enérgica ação do Estado. Porque disso se trata: do Estado e do mercado, da regulação estatal ou a selvageria desenfreada provocada pela centralidade do mercado.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Licença poética




Peço licença uma vez mais para entregar-lhes novas palavras simples e sutis, arrancadas do fundo do baú do meu ser e inspiradas na minha musa imaginária...

Permita que eu pegue teu pé, tua mão, teu queixo, o canto do teu sorriso...

Enfim, todas as partes do teu corpo que acordam meu desejo e me abrem as portas do paraíso.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Equipe do planejamento visita ETEs em Rio Grande


O responsável pelo comando da pasta do planejamento e meio ambiente, Toninho Veleda, acompanhou na data de ontem (12) a equipe técnica da Secretaria em visita a estações de tratamento de esgoto – ETEs em operação na cidade de Rio Grande, sob a responsabilidade da Corsan.

A visita teve como objetivo buscar orientações e subsídios, técnicos e em termos de custos, de modo a contribuir na meta da administração municipal, capitaneada pelo prefeito Rubem, de instalar a curto prazo e, provavelmente, na forma de projeto piloto, um sistema que possibilite a coleta e tratamento do esgoto gerado em pelo menos parte da área urbana da nossa cidade.

Na ocasião, foram visitadas três ETEs, uma que atende o centro de Rio Grande, outra o bairro Navegantes e uma terceira localizada no Cassino. Também foram visitados um sistema administrado pela Corsan que atende um condomínio residencial, além de outro sistema particular instalado noutro condomínio da “noiva do mar”.

Segundo Toninho Veleda, a visita foi muito proveitosa. Ela confirmou a dificuldade de se colocar em operação um sistema de tratamento de esgoto, devido ao custo elevado de implantação e manutenção dessa estrutura, porém essa barreira não abala o ânimo da administração municipal de buscar saídas que possibilitem o investimento num sistema simplificado, que cumpra satisfatoriamente e de acordo com as normas técnicas a função de tratar o esgoto a um custo acessível. O secretário ainda ressaltou a importância da iniciativa pretendida, que representa um grande salto em termos de saúde preventiva e cuidado com o meio ambiente.


Música para os meus ouvidos


Já passei dos 30, mesmo assim a vida segue sendo um mistério para mim...



Em busca de boas novas para Herval



Na última sexta-feira, 08, o deputado federal Daniel Trzeciak e o deputado estadual Luiz Henrique Cordeiro Viana, ambos do PSDB, visitaram o nosso município para prestigiar a abertura da 41ª edição Expo-Feira de Ovinos de verão. O Coordenador de Relações Comunitárias do município, André Luiz Pereira da Silva, não deixou escapar essa oportunidade para encaminhar pleitos e demandas do município.

Na ocasião, André entregou um documento aos deputados com o qual solicita o encaminhamento e a busca de caminhos junto aos governos federal e estadual, através do mandato dos dois parlamentares, visando efetivar investimentos fundamentais para assegurar a melhoria dos serviços públicos e o desenvolvimento da Sentinela da Fronteira. São eles:


- Pavimentação de um trecho da rua 13 de Maio, permitindo a qualificação desta via situada próxima a entrada que se estende de uma ponta a outra da cidade;

- Obtenção de recursos para a reforma ou revitalização do Ginásio Municipal de Esportes;

- Obtenção de recursos para a construção de uma passagem molhada em área rural localizada próxima ao perímetro urbano, visando criar uma rota para o tráfego e eliminar os danos causados pelas carretas bi trem que fazem o transporte de toras de madeira produzidas em Herval e municípios vizinhos;

- Obtenção de recursos para a aquisição de um microônibus, destinado ao transporte de pacientes que recebem atendimento pelo SUS nos municípios que são referência para Herval em termos de atendimento de saúde, melhorando as condições de atendimento de um direito fundamental e reduzindo custos;

- Apoio no pleito de doação de dois veículos usados, um para a Secretaria de Agropecuária e Desenvolvimento e outro para a Secretaria de Obras e Mobilidade Urbana e Rural do município, em razão da agropecuária ser a principal vocação e matriz produtiva em âmbito local, da extensa área territorial do município, do fato dessas pastas não contarem com o aporte de recursos vinculados, como também pelos limites financeiros da prefeitura que atualmente impedem a aquisição de veículos novos com recursos próprios. Iniciativa que tem o intuito de qualificar essas áreas vitais para assegurar o escoamento da produção, o direito de ir e vir e o adequado atendimento de direitos essenciais da população, como educação, saúde e assistência social;

- Olhar atento e carinhoso para o Banrisul (recentemente alvo de um assalto que vem obrigando a agência funcionar parcialmente), Brigada Militar, Delegacia de Polícia Civil, Corsan, CEEE, Inspetoria Veterinária e DAER, estruturas sob a responsabilidade do governo do estado que prestam um serviço relevante e indispensável à população hervalense e ajudam a alavancar o desenvolvimento local.


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Autorretrato




Até parece que foi ontem que desembarcasses nos caminhos e paragens desse "mundão de meu Deus". Mas não, Anahy! Hoje fazem 15 anos que enches nossas vidas de sorrisos, aroma de rosas, cores (exceto o rosa, que não curtes) e teus papos pertinentes e muito cabeça.

Eis que aquele bebê mirrado se transformou numa linda menina, que se transformou numa moça repleta de encantos, que está a um passo de virar um mulherão nas formas e conteúdos. A vida é breve e passa num sopro. A vida é vela que precisa ser ajustada constantemente por nós conforme a direção e força dos ventos. A vida é porto seguro e permanente metamorfose.

Parabéns, obrigado por existires e que Deus siga iluminando teus pensamentos para que continues acendendo fachos de luz nesse mundo tantas vezes chato e repleto de escuridão!

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Ato político


Saudades do tempo que a lucidez era o caminho, a verdade e a vida.

Nesses tempos sombrios e de elogio à falta de razão que vivemos, o pensamento de Juremir Machado da Silva soa como fora de moda para uns ou como "olho em terra de cego" para outros (entre os quais me incluo).



Utopia conservadora


A modernidade é um perigo. Em nome dela, prega-se o retorno ao passado como garantia de acesso ao futuro. A tecnologia é apresentada como justificativa para o salto em direção ao século XIX: a uberização. Há no Brasil um projeto em curso dividido em quatro etapas: asfixiar os sindicatos; desmontar a legislação trabalhista; extinguir a aposentadoria pública universal por repartição; acabar com a justiça do trabalho. Michel Temer realizou “brilhantemente” as duas primeiras etapas dessa nova utopia empresarial. A contribuição obrigatória para os sindicatos alimentava algumas máquinas deletérias. Ruim com eles, pior sem eles. Não foi por virtude que o governo Temer tirou o dinheiro dos sindicatos. Foi para matá-los à míngua e diminuir o poder de pressão que ainda exerciam.

A desmontagem da legislação trabalhista, sob alegação de que era ultrapassada, fascista e produzida no Estado Novo, a ditadura de Getúlio Vargas, apesar das incontáveis revisões sofridas ao longo dos anos, ainda não se completou. O presidente Jair Bolsonaro declarou que o ideal é se aproximar o máximo da informalidade nas relações de trabalho. O capital detesta riscos e obstáculos à sua reprodução viral. Os próximos passos serão a ampliação da precarização e a extinção da justiça do trabalho para que ela não atrapalhe mais com a sua mania de dar ganho de causa a quem possa ter razão, que, muitas vezes, costuma ser o trabalhador. Por fim, com a implantação de um regime de aposentadoria por capitalização, empregadores e Estado livram-se de contribuir de maneira universal para o bem-estar da população na velhice. É o cenário ideal: cada um por si.

Quantos países praticam esse modelo completo? Um dos argumentos usados salienta que o Brasil adotará um modelo misto: repartição para a maioria, que ganha salário mínimo, e capitalização para a classe média, os “ricos”, que ganha acima de dois salários mínimos. Como dizia o outro, fala sério, cara! A velhice será vendida aos bancos. Cada um terá direito a correr os riscos que o capital não suporta. Que exemplo mundial de aposentadoria por capitalização bem-sucedida o empolado Paulo Guedes tem para oferecer? O do Chile? O pessoal que defende essas ideias, por interesse e com o deles, em geral, garantido, acha-se sofisticado e moderno, vendo quem pensa o contrário como ultrapassado e ideológico.

A ideologia da modernidade extinguiu o espelho. Um ex-banqueiro (uma vez banqueiro, sempre banqueiro) como Paulo Guedes defender aposentadoria por capitalização para os bancários, que somos todos nós, é humor de má qualidade. Paulo Guedes jura que entende tudo de economia. Gente como Thomas Piketty e Paul Krugman acha que todas as ideias centrais dele estão equivocadas. Economia é ciência social. Ninguém é dono da verdade. Teorias e hipóteses duelam. Guedes parece crer que a sua economia é ciência exata. Uma coisa é líquida e certa: a reforma que ele propõe é boa para quem ganha com o dinheiro dos outros. Num mundo em que 26 pessoas, segundo a Oxfam, possuem o mesmo que metade da população global, Guedes é moderno.



terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Compromisso com a trafegabilidade das estradas e a segurança dos condutores



De acordo com o secretário de agropecuária e desenvolvimento, Valmir Miliorança, iniciativas importantes em termos de estradas nem sempre são as que possuem grande porte, mas aquelas que aumentam a segurança do tráfego e favorecem o escoamento da produção, uma vez que a agropecuária é a principal vocação e matriz produtiva do município.

Movido por esse espírito, Valmir juntamente com o responsável pelo comando da pasta do Planejamento, Toninho Veleda, e de José Arirto Veleda, representando um grupo de carreteiros da nossa cidade, visitaram na manhã de hoje (5), um trecho da RS 608 que liga Herval a Pedras Altas. Tal trecho fica localizado próximo a entrada da nossa cidade e vem causando transtornos, além de oferecer riscos a esses profissionais que transportam grande parte das riquezas produzidas na Sentinela da Fronteira.

Segundo Valmir, esse trecho é de responsabilidade do governo do estado, através do DAER. Contudo, diante da relevância desse pleito em razão do risco de algum acidente, bem como pela proximidade de uma nova safra de grãos, a administração municipal, em parceria com o DAER, deverá realizar uma intervenção no local nos próximos dias, visando melhorar a trafegabilidade, tendo em vista que os veículos pesados encontram grande dificuldade para vencer o acentuado aclive ali existente, situação que torna esse ponto da estrada um obstáculo difícil e que favorece a ocorrência de acidentes.

Na ocasião, Valmir ainda informou que outro trecho, localizado na estrada da produção, que preocupa os caminhoneiros pelo mesmo motivo e oferece um risco ainda maior, também receberá intervenção por parte da administração municipal antes do início da próxima safra de grãos, numa demonstração do compromisso da gestão comandada pelo prefeito Rubem não apenas com os produtores rurais, mas com todos os atores que trabalham em prol do fortalecimento do setor produtivo local.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Momento poético



Nos salões do sonho


Mas vocês não repararam, não?!
Nos salões do sonho nunca há espelhos…
Por quê?
Será porque somos tão nós mesmos
Que dispensamos o vão testemunho dos reflexos?
Ou, então
– e aqui começa um arrepio –
Seremos acaso tão outros?
Tão outros mesmos que não suportaríamos a visão daquilo,
Daquela coisa que nos estivesse olhando fixamente do outro lado,
Se espelhos houvesse!
Ninguém pode saber… Só o diria
Mas nada diz,
Por motivos que só ele conhece,
O misterioso Cenarista dos Sonhos!



– Mario Quintana, do livro “Velório sem defunto”, 1990.


Nem só de pão viverá o homem



sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Povo que trabalha também merece cair na folia



Sob o comando do prefeito Rubem Wilhelnsen, a administração municipal segue somando forças, visando alcançar novas conquistas para os hervalenses.

Nesse sentido, na tarde de quarta-feira (30), na sede da pasta do Planejamento, os secretários Toninho Veleda e Chico dos Santos, reuniram-se com o chefe do poder executivo no intuito de elaborar e dar encaminhamento ao projeto que visa obter patrocínio da Corsan para o Carnaval Herval Folia 2019.

Na ocasião, Rubem ressaltou a importância do trabalho em equipe e a integração entre os diferentes órgãos do governo. O prefeito também salientou o compromisso e o esforço feito pelo comando do município para realizar essa edição do Carnaval, principal festa popular de norte a sul do Brasil que, muitas administrações terminam por reduzir a aplicação de recursos públicos ou mesmo não promover, diante do cenário de grave crise econômica que atinge o país e o estado do RS.

Altas conexões




Pitada filosófica