Sobre o Blog do Toninho

O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras "cositas más". Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Licença poética





Peço licença outra vez para entregar-lhes novas palavras simples e sutis, arrancadas do fundo do baú do meu ser e inspiradas na minha musa imaginária...


Minha poesia é como corpo repleto de ti
e alma vazia de mim...


Meu poetar é como pétalas que exalam
teu cheiro e enfeitam a lápide ambulante aonde
oculto meu cadáver, eu fétido, breve arremedo de vida.


Minha lavra é como porta que liberta e se abre
para o desfile da tua beleza e revela e aprisiona
a feiura da minha vileza, vilipendiosa vileza.


As palavras imundas quem brotam de mim são como
corpo inerte, que ganham vida, vigor e sentido na medida
que se vestem com a vastidão que verte do teu mundo.


Nenhum comentário:

Momento poético

Aceitarás o amor como eu o encaro?… Aceitarás o amor como eu o encaro ?… … Azul bem leve, um nimbo, suavemente Guarda-te a ima...