Sobre o Blog do Toninho

O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras "cositas más". Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Mais sobre a agenda de dirigentes municipais em Porto Alegre



A agenda da comitiva de dirigentes do município na capital gaúcha foi concluída sexta-feira (22), com reuniões no DAER, no Gabinete do deputado federal Henrique Fontana e na sede do Departamento de Infraestrutura Rural, Irrigação e Usos Múltiplos da Água – DINFRA, em Esteio.

No DAER, o secretário Toninho Veleda e o Coordenar de Relações Comunitárias, André Luiz P. Silva, foram recebidos pelo Diretor de Infraestrutura Rodoviária, Luciano Faustino. A conversa teve como objetivo reforçar o pedido de intervenção, visando melhorar as condições de trafegabilidade na RS 602 e RS 473 (que ligam Herval a Arroio Grande), bem como da RS 608 (que liga Herval a Pedras Altas). O encontro também serviu para que fosse solicitado celeridade no processo encaminhado pela CEEE local, que pede aprovação de projeto para permitir a construção de travessia e ocupação longitudinal de rede elétrica de distribuição sobre a RS 602, na localidade da Airosa Galvão, com o objetivo de otimizar o trabalho de manutenção da rede de alimentação elétrica, inclusive evitando o deslocamento de uma equipe até o local quando a rede demandar manutenção em decorrência da queda de energia.

No Gabinete do deputado federal Henrique Fontana, a comitiva hervalense fora recebida pelo assessor do parlamentar petista, Diogo Bitencourt. Na oportunidade, foi feita a confirmação de que o deputado vai destinar ao município, por meio de emenda parlamentar, recursos que deverão possibilitar a revitalização da Praça Marquês de Herval, num investimento fundamental para todos os hervalenses que, em sendo efetivado, além de dar cara nova a um dos locais mais atrativos da nossa cidade, vai propiciar mais e melhor oportunidade de lazer, fruição e convívio entre os moradores da Sentinela da Fronteira. Tal proposta deverá começar a tramitar junto ao governo federal a partir de outubro e foi articulado pelo ex-prefeito de Jaguarão, Cláudio Martins, atendendo ao pedido feito pelo secretário de planejamento, Toninho Veleda.

A peregrinação foi encerrada na sede do DINFRA, em Esteio, numa visita de trabalho que teve como finalidade pleitear a perfuração de um poço artesiano no assentamento Bamburral, como também reforçar o apoio da administração de Herval a esse órgão do governo estadual que funcionava a pleno vapor quando estava atrelado à extinta SDR e vive um momento de indefinições, incertezas e paralisia nessa fase em que está sendo vinculado a recém instituída Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural.

2 comentários:

Samuel Sais disse...

Verifiquei alguns erros de português bem básicos, para melhoria do blog, sugiro revisar seus textos antes de publicar. Abraço

Toninho Veleda disse...


Agradeço a dica. Quem sabe contrato o amigo para fazer tal trabalho, pois as divulgações que faço não ocorrem em regime de dedicação exclusiva de tempo (escrevo em meio a mil e uma tarefas), além de terem como prioridade prestar contas e deixar às claras nossos passos na vida pública (uma obrigação constitucional, inclusive), e não endeusar as normas da língua pretensamente culta. Respeito e acato a opinião do amigo, mas lembro erro ou acerto em termos de de Língua Portuguesa nem sempre é algo preciso e indiscutível, isso segundo um dos maiores linguistas do país, Marcos Bagno, que afirma que escrever bem é escrever claro, e não necessariamente certo, tendo em vista o fato de nossa língua ser viva (está em permanente processo de mudança), além depender da cultura, bem como das questões de poder, da posição geográfica e social do falante - ou escrevente). Caloroso abraço e sigamos em frente preocupando-nos mais com o desemprego de gente, do que propriamente com o emprego da crase, como dizia o grande mestre osmar Hences.

Música para os meus ouvidos

Viva Cazuza! Viva as canções que tocam as feridas e mostram que a vida é muito mais migalhas, máscaras ou arremedos de vida!