Sobre o Blog do Toninho

O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras "cositas más". Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Assinados convênios que visam recuperar quase 190 km de estradas no RS



Prefeito e representantes dos municípios de Herval, Tupanciretã, Pedras Altas e Lagoão estiveram na Secretaria de Obras Públicas (SOP) na tarde desta terça-feira (12/11) para assinatura do convênio do programa Estradas do Desenvolvimento.  O projeto, lançado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano, consiste na cedência de uma patrulha padrão composta por no mínimo três máquinas, em um período médio de 600 horas/máquina por município - número a ser analisado de acordo com a demanda de cada município e sua extensão de malha viária interna.

No município de Herval ao todo serão 60 quilômetros de estradas vicinais recuperadas. A SOP cederá 200 hs/máquina de motoniveladora e 200hs/máquina de retroescavadeira.  Para o prefeito Ildo Roberto Lemos Sallabery, há a dificuldade em manter estas estradas em bom nível, por conta das chuvas. "Nosso custo se da nos gastos em arrumar as estradas, a chuva vem e estraga o que fazemos, e como chove a cada final de semana, temos que arrumá-las novamente. Hoje, o município conta com a ajuda do Estado e da Secretaria , que se mostra sensível a este problema, conhecendo bem a região. Pra nós é um grande marco", afirmou Sallabery.

Outro município beneficiado será Lagoão. Ao todo, 38,5 quilômetros de estradas vicinais vão ser recuperadas. A Secretária de Obras Pública vai ceder 400 hs/máquina de caminhões caçamba e 200hs/máquina de escavadeira hidráulica. Segundo o prefeito Algilson Andrade da Silva, são mais ou menos 1.300 Km exclusivamente de estrada de chão, onde o terreno é bem difícil de se trabalhar e de mantê-lo. Ele diz que Lagoão está entre os municípios mais pobres do Estado, financeiramente e culturalmente. Por isso, a infraestrutura prejudica muito. “As máquinas cedidas pelo Estado somadas às que o município já tem, irá desafogar nossos recursos, e assim poderemos investir em outras áreas que também necessitam de investimento", declarou Algilson.

Pedras Altas também está na primeira etapa do Programa Estradas do Desenvolvimento. Na cidade serão 42 quilômetros de estradas vicinais recuperadas. A SOP cederá 600 hs/máquina de caminhões caçamba. Para o prefeito Jair Bellini, este convênio significa muito para seu município. "Estamos a meses atrás de uma cascalheira e o que temos é material muito sucateado," afirmou.

Já Tupanciretã terá 520 hs/máquina de caminhões caçamba, 450hs/máquina de motoniveladora e 270hs/máquina  rolo compactador para recuperação de 47,3 quilômetros de estradas vicinais.  Para o prefeito Carlos Augusto Bruno Souza, este convênio é muito importante para o município, pois Tupanciretã está em período de entre-safra, enfrentando muitas dificuldades nas estradas. "Nossos equipamentos estão defasados. Com o Estado oferecendo horas/máquina, será um grande apoio ao nosso município, que temos como objetivo conservar 2.135km de estradas vicinais," declarou.

O município de Jaguarão também será atendido pelo Programa Estradas do Desenvolvimento. Para o município da Região Sul do Estado serão 1440 horas de caminhão e 480h de escavadeiras.

O programa prevê ainda a realização de obras e serviços que previnam desastres climáticos (enxurradas e estiagem), tais como desassoreamento de açudes, rios e riachos; limpeza de açudes que sirvam de reservatório de água; execução e manutenção de pequenos trevos de acesso de vias municipais às rodovias estaduais, pontes e pontilhões, e ainda realizar serviços que propiciem o desenvolvimento das cidades. Os beneficiários do programa são os municípios de pequeno, médio e grande porte com a malha viária interna formada por estradas sem pavimentação e que preferencialmente tenham reduzido a sua capacidade própria de recuperar suas estradas. A previsão de investimentos para 2013 é de R$ 7 milhões. Para 2014, a expectativa é investir R$ 30 milhões, com recursos mensais do Estado em torno de R$ 2,5 milhões (valor estimado de acordo com as demandas e os valores da hora/máquina registrados na CELIC). "O objetivo do programa visa também incentivar a permanência dos jovens no campo, dando continuidade à produção agropecuária, tornando assim nosso Estado ainda mais forte e competitivo", estimula Busato.


FONTE: assessoria de imprensa da SOP/RS


Nenhum comentário:

Pitada filosófica