quarta-feira, 11 de abril de 2012

Negra mulher




Cá me encontro trá veiz com a gratificante incumbência de trazer à luz pública a lavra poética da minha querida "Sora Marielda". Lembrando que tal escrita deveria ter sido postada há "lejos". Porém, por motivos alheios a minha vontade, não foi possível fazê-lo na data mais apropriada: o dia Internacional da Mulher. Mas todo verso que toca não tem data e possui o tamanho do universo.


NEGRA MULHER


Candura e paixão,
Sensibilidade e emoção.
Negra Mulher
Forte, guerreira,
Sofrimento, dor e lágrima.
Negra Mulher
Sacode a poeira,
Dá a volta por cima.
Negra Mulher
Sorriso colorido,
Canta, dança e embala seus filhos.

(Marielda Barcellos Medeiros/Pelotas/RS)


Nenhum comentário: