quinta-feira, 16 de março de 2017

Licença poética



Peço licença uma vez mais para entregar-lhes outras palavras simples e sutis, arrancadas do fundo do baú do meu ser e inspiradas na minha musa imaginária...


Meu coração bombeia amor para todas as partes do corpo.

Se em tuas veias também não corresse tanto amor, iria propor-te realizarmos uma transfusão de sangue.

Como o amor abunda e extravasa de tuas entranhas, tal procedimento se tornaria desnecessário e perigoso.

Existe o risco de morrermos de overdose de amor ou vivermos ligados para sempre, como se fossemos um só ser.

Nenhum comentário: