terça-feira, 21 de outubro de 2014

Sartori é excelente! Como candidato...





Sartori é um excelente candidato! Dribla aqui, escorrega ali, desconversa acolá, faz uma piadinha de mau gosto mais adiante.

Fala de tudo, mas não diz nada. Quer abraçar todos, porém não se compromete abertamente com nada nem com ninguém.

Não aceita lembrar o passado, mas não aponta nada concreto na direção do futuro.

Apresenta-se como nova política, no entanto tem uma longa e conhecida trajetória na vida pública, além de utilizar a velha tática do político “sabonete”, que nunca diz de onde vem nem para onde vai.

Vende a ideia do “gringo” bonachão e sincero, mas ao contrário dos gringos autênticos não encara os assuntos de frente e está sempre saindo pela tangente. 

Sartori é um excelente candidato! Retira tudo que está em jogo da vida real e convida todos a embarcar na promessa de um “reino da fantasia”. E como muitos preferem à ilusão que enfrentar as dores e delícias da realidade, o truque acaba colando e o “gringo” vai levando muitos na lábia e nas jogadas de marketing. 

O problema é quando todo esse pessoal cair na real!

Sartori é um excelente candidato! Mas será que precisamos de excelentes candidatos ou de um governador que cumpra seu papel de fato e a contento? 

Excelentes candidatos terminam com a contagem dos votos. A questão inescapável e concreta é o que vem depois. E no governo, não será possível fugir dos problemas, desafios e oportunidades nem se esconder por muito tempo atrás de evasivas ou peças publicitárias. 

Não basta ser excelente candidato, interpretar o texto e seguir o roteiro escrito para uma campanha eleitoral de modo brilhante como se fora um ator nato. Agora tudo é fácil e maquiável. No governo, tudo é real e adverso. No governo é preciso ter posições claras, atitude, luz própria. 

No governo é preciso lidar com “gregos” e “troianos”, “chimangos” e “maragatos”, “gremistas” e “colorados”, com gaúchos e gaúchas de carne e osso da Serra, do Vale, do Planalto Médio, do Pampa e do Mar. E quando o bicho pegar não será possível distribuir tapinhas nas costas nem apelar para os conselhos da “nona” de Caxias que pode entender de filhos e da boa gestão do lar, mas pouco conhece do Rio Grande do Sul e das durezas de governar um estado com a grandeza e as dificuldades que enfrenta atualmente e que eram bem piores antes da posse do atual governador. 

É bom cair na real agora, pois o tombo pode ser grande e ninguém merece, justo agora que nosso estado encontrou o caminho e saiu da inércia vivida nos governos que atiraram o RS no poço e agora se apresentam prometendo o salvamento. 

Por isso, vou de Tarso sem medo de errar e com a certeza de que o melhor está por vir. Tarso a gente sabe o que pensa e a já mostrou que é capaz. Tarso tem clareza e tá com muito gás para seguir tocando nosso estado em frente e continuar melhorando a vida de todos nós! 

Nenhum comentário: