Sobre o Blog do Toninho

O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras "cositas más". Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

sábado, 19 de abril de 2014

Licença poética



Peço licença novamente para entregar-lhes novas palavras simples e sutis, arrancadas do fundo do baú do meu ser e inspiradas na minha musa imaginária...


Te cerco, cego, sigo, persigo.
Me apanhas, acanhas, abocanhas, lanhas.

Te pego, esfrego, afago, assopro.
Me agarras, mimas, mordes, arranhas.

Te apalpo, acaricio, como, coloco no colo.
Me palpitas, bebes, coças, pinta e bordas.

Te toco, provoco, abro, fecho.
Me abraças, enlaças, repeles, respiras.

Te arreto, arrasto, cubro, compartilho.
Me arrepias, esperas, espremes, encantas.

Te escancaro, escondo, enquadro, solto.
Me secas, encaras, disparas, enroscas.

Te preciso, desprezo, troco, toco fogo.
Me fundes, confundes, amarras, amassas.

Te levo, escapo, apago, aprecio.
Me afloras, afundas, elevas, devoras.

Te suporto, sufoco, tempero, adoço.
Me guias, rebaixas, completas, repartes.

Seguimos assim, entre versos e vidas, idas e vindas,
acordes e corações partidos.

No teu embalo vou a qualquer lugar do mundo,
ainda que me perca de mim...

Pois amar é remar sempre e viajar nos braços de quem
se ama, mesmo que acordemos nas asas da ilusão.


Nenhum comentário:

Ato político

O “diabo” nunca mostra sua verdadeira face feia e assustadora. Para atingir seus objetivos macabros, normalmente o mal se apresenta com...