Sobre o Blog do Toninho

O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras "cositas más". Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Licença poética



Peço licença uma vez mais para entregar-lhes novas palavras simples e sutis, arrancadas do fundo do baú do meu ser e inspiradas na minha musa imaginária...


Em ti encontro aquele algo mais e tudo que preciso para perder o juízo.

Perto de ti, meu lado bom perde a razão e é capaz de fazer mil besteiras.

Teus quadris mexem com tudo que há de mais sagrado e cutucam com vara curta o pecado que mora em mim.

Teus olhos abrem portas e enfeitam tudo que tocas com o olhar e fazem cócegas nos meus pontos fracos.

Teu sorriso é teia que prende sem privar da liberdade ou precisar de algemas.

Deixas-me sem ar e me fazes respirar aliviado.

Depois de ti, se me pedirem para dissertar sobre sexo, irei intitular o escrito com teu nome e abordar esse jeito só teu de amar do início ao fim do texto.

E como só sei desejar coisas boas, sou forçado a finalizar minhas palavras despudoradas proferindo a seguinte sentença: tomara que caias de quatro todas as noites em cima da minha cama.

Nenhum comentário:

Momento poético

A FALTA QUE AMA Entre areia, sol e grama o que se esquiva se dá, enquanto a falta que ama procura alguém que não ...