Sobre o Blog do Toninho

O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras "cositas más". Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Momento poético



CANÇÃO DO AMOR SERENO (Lya Luft)


Vem sem receio: Eu Te Recebo...

Como um dom dos deuses do deserto
que decretaram minha trégua,
e permitiram que o mel de teus olhos me invadisse.

Quero que o meu amor te faça livre,
Que meus dedos não te prendam,
mas contornem teu raro perfil,
como lábios tocam um anel sagrado.

Quero que o meu amor te seja enfeite e conforto,
porto de partida para a fundação do teu reino
em que a sombra seja abrigo e ilha.

Quero que o meu amor te seja leve
Como se dançasse numa praia uma menina.


Nenhum comentário:

Pitada filosófica