terça-feira, 6 de setembro de 2016

Licença poética



Peço licença outra vez para entregar-lhes mais palavras simples e sutis, arrancadas do fundo do baú do meu ser e inspiradas na minha musa imaginária...


Desliguem o disjuntor, acendam as luzes de emergência, tirem as crianças da sala, arrastem os móveis para fora de casa.

Ha, não esqueçam o extintor! Risco de incêndio no ar.


Meu amor manda avisar que chega depois de amanhã, antes do sol se pôr e explodindo de vontade do meu calor.

Nenhum comentário: