quarta-feira, 13 de maio de 2009

O sul por vida...


Chegamos aos 13 dias deste maio triste de 2009. Há exatos dois anos era lançado UM LUGAR AO SUL: Olhares indiscretos sobre o Herval. Livro de minha lavra prefaciado pelo mestre Osmar Hences.
Reitero agradecimentos a todos e todas que tornaram possível esta obra e colaboraram para o seu incrível sucesso, de crítica e venda.
Aproveito a oportunidade para prestar uma nova e singela homenagem à memória do “sor” Osmar, trazendo à luz pública algumas de suas belas palavras:

“Cultura é o jeito de ser de um povo. Como ele fala, como se veste, como tempera sua comida, como enfeita sua casa, como recebe o estranho que chega.
Neste sentido, não há povo sem cultura, como não há cultura sem povo. Temos um jeito de educar nossos filhos, temos um jeito de falar, de sorrir e sermos felizes. Temos ainda um tipo de música que é feito por nós, com o nosso jeito, com a nossa cara, com palavras nossas, num ritmo nosso.
Ninguém pode dizer que somos um povo sem cultura. O que nos falta, muitas vezes, é valorizar mais o que é nosso. Gostar do nosso jeito de ser. Não é feio gostar da cultura de outros povos. Mas é bonito gostar e conhecer mais o que é nosso. Valorizar as coisas da nossa terra, pois como ensinou José Martí, ‘nenhum povo é dono de seu destino, se antes não for dono de sua cultura’”.

Nenhum comentário:

Para pensar

Todo mundo, alguém, qualquer um e ninguém Esta é uma história de quatro pessoas: TODO MUNDO, ALGUÉM, QUALQUER UM e NINGUÉM. Havi...