sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Toninho deixa PT


“Tem gente que está do mesmo lado que você,
mas deveria estar do lado de lá.
Tem gente que machuca os outros.
Tem gente que não sabe amar.
Tem gente enganando a gente.
Veja a nossa vida como está.
Mas eu sei que um dia a gente aprende.
Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo.
Quem acredita sempre alcança.
Mas é claro que o sol, vai voltar amanhã”.


Estes versos de Renato Russo deram início a um anúncio inesperado. Nesta quinta-feira (11/12), Toninho – escritor e dirigente político – decretou oficialmente a sua saída do Partido dos Trabalhadores. Segundo ele, diante das circunstâncias atuais não encontrei outra saída a não ser a saída do Partido. Ando as voltas com o PT desde 1999 e ao longo destes anos me entreguei de corpo e alma ao ideal petista. Por conta disso, criei um vínculo e uma identidade tão fortes com este partido político ao ponto de muita gente me enxergar como se eu fosse o PT, e não o Toninho. O meu devotamento sempre tão intenso e profundo à causa partidária também levou alguns ditos companheiros a incorreram no erro de pensar que eu talvez tivesse abdicado da minha condição humana, me transformando numa espécie de ferramenta qualquer de uso partidário. Ledo engano! Tem uma hora que a ficha e a casa caem. Quem luta pela liberdade não pode aceitar a condição de escravo, seja qual for à modalidade de escravidão. Afinal, como alertava o poeta: “gente é outra alegria, diferente das estrelas”. Sou humano, com meus erros e acertos, com minhas dores e alegrias, e nada nem ninguém hão de tirar isto de mim, desabafou.
Toninho não fez nenhuma revelação sobre o seu futuro na política. Disse apenas estar convencido de que existe vida fora do PT e que seu esforço foi e sempre será para que a dignidade humana e o bem do Herval sejam colocados acima dos interesses menores dos indivíduos ou das disputas políticas. Saiu com certeza de que ofereci o meu melhor ao Partido dos Trabalhadores, uma certeza que perde apenas para a certeza de que esta minha decisão não irá abalar em nada as muitas amizades sinceras que construi no interior do Partido, finalizou.

3 comentários:

mariliazuzu disse...

Até que enfim!!! Me dá o modelo da carta de desfiliação que eu também quero, e faz tempo, você era uma das pessoas que me mantinham nesta "luta"...
Parabéns!!!

povoa disse...

Companheiro sei da tua dedicação e lealdade na costrução do PT ,mesmo nos tempos que ser PT não era moda,e sim peseguição,muitos anos de nossas vidas,mas sempre sabiamos os limites desta feramenta nu estado que fasil mente corompe fasil mente,tenho sertesa que a nossa luta ultrapasa o PT, um grande abraço.

Lamento disse...

É verdade!
Quem perde é o PT hervalense,que infelismente esquece de sua origem e luta. Fala mas aje bem ao contrario do que dis crer.
Mas é isso ai a LUTA continua.
Parabéns Toninho!
Isso sim é um petista!!Valeu!!!!

Para pensar

Todo mundo, alguém, qualquer um e ninguém Esta é uma história de quatro pessoas: TODO MUNDO, ALGUÉM, QUALQUER UM e NINGUÉM. Havi...