O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras cositas más. Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Muita saúde, luz, paz e prosperidade em 2014!!!



Bebeto assume prefeitura de Herval



O vice-prefeito e responsável pela Secretaria de Obras e Mobilidade Urbana e Rural, Luiz Alberto Perdomo, assumiu ontem, 30, o comando da prefeitura de Herval. Bebeto, como é mais conhecido, permanecerá como prefeito em exercício até o término das férias do titular Ildo Sallaberry, que se encerram no dia 29 de janeiro.

De acordo com Bebeto, “é uma enorme satisfação e um grande desafio comandar o município. No período em que estarei à frente da prefeitura, quero me dedicar ao máximo para manter o alto nível da nossa administração e estar sempre próximo da comunidade. Com o apoio do Secretariado, dos servidores e de todos os hervalenses, vou trabalhar intensamente não apenas para acompanhar a rotina do governo, mas também para semear novas conquistas para o nosso município”, declarou ele.

Bebeto falou também sobre sua intenção de deixar a Secretaria de Obras e Mobilidade Urbana e Rural para se dedicar integralmente ao papel institucional que compete ao vice-prefeito. "Nos próximos meses devo sair do comando da Secretaria de Obras e Mobilidade Urbana e Rural, a fim de desempenhar melhor a função para a qual fui eleito ao lado do prefeito Ildo pela imensa maioria da nossa população. Ficar à frente dessa importante Secretaria me deu um excelente aprendizado sobre a dinâmica interna e os desafios da administração. Sinto que agora é o momento de aproveitar essas lições para colaborar mais em termos institucionais com o conjunto do governo e com o próprio prefeito, além de exercer com mais tranquilidade o papel de estreitar as relações da prefeitura com outras esferas de governo e de estar mais perto das demandas dos hervalenses em todas as áreas", explicou.

Formatura coletiva das escolas municipais encerra ano letivo



Na última sexta-feira, 20, no CTG Minuano, ocorreu à formatura coletiva das 8.ª séries das escolas municipais Padre Libório Poersch (cidade), Luiz Lima de Faria (Coxilia do Sarandi), Carolina Anália Sais (Assentamento Bamburral) e Astrogildo Pereira da Costa (Guarda Nova).

A solenidade contou com a presença de autoridades, diretores, professores, familiares e amigos dos 40 formandos que receberam seus certificados de conclusão do ensino fundamental.

Com a formatura, a rede municipal de ensino encerrou suas atividades no ano letivo de 2013. A Secretaria de Educação, juntamente com as direções das escolas, já estão organizando o calendário letivo de 2014, que tem início dia 24 de fevereiro.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Viva a mudança!




Ato político


Fontana sempre andando na frente e conduzindo a política para o rumo certo, menos dominada pelo poder do dinheiro, mais cristalina e próxima da vida das pessoas...

Uma nova fase da reforma política, por Henrique Fontana

O financiamento de campanhas eleitorais por pessoas jurídicas resulta em evidente influência do poder econômico sobre as eleições, o que já seria suficiente para se declarar a inconstitucionalidade da norma. Por sua vez, autorizar a in-fluência dos setores econômicos sobre o processo eleitoral é admitir o que também é constitucionalmente vedado: a quebra da igualdade jurídica nas disputas eleitorais e o desequilíbrio no pleito.

A declaração é do ministro do STF Dias Toffoli ao votar pela procedência da Ação Direta de Inconstitucionalidade da OAB que pede o fim do financiamento de empresas para campanhas eleitorais. O resultado parcial da votação do Supremo Tribunal Federal – quatro votos a zero – reforça a tese sobre a qual tenho debatido nos últimos anos e que tem forte apoio de muitas organizações da sociedade civil. A possibilidade de doação por empresas para partidos ou candidatos quebra um dos princípios fundamentais da nossa Constituição, que é o princípio da igualdade entre todos os cidadãos. O dinheiro dos grandes financiadores desequilibra e distorce o resultado das eleições como expressão da vontade popular.

Em seu voto, o ministro Barroso reforçou essa tese ao afirmar que o grande problema do modelo político do Brasil é o afastamento da classe política da sociedade civil. E, segundo ele, uma das causas desse distanciamento “é a centralidade que o dinheiro passou a ter no processo eleitoral brasileiro”. O sistema político brasileiro atual é caríssimo, injusto e contribui muito para o aumento da corrupção. O fim das doações de empresas e o limite para a contribuição de pessoas físicas não garante o fim do caixa 2, mas dificulta esta prática e, certamente, reduz o custo e democratiza o processo eleitoral e garante maior legitimidade aos governantes.

Para aqueles que criticam a votação dessa matéria pelo STF, vale lembrar que a OAB é uma das entidades que têm legitimidade para pedir uma análise de constitucionalidade de uma lei e instar o Supremo a se pronunciar sobre o tema. O que os ministros estão analisando é a constitucionalidade da matéria. Eles não estão votando uma nova lei. Depois disso, caberá ao Congresso Nacional votar um novo sistema de financiamento das eleições. O próprio ministro Barroso deixou isso claro em seu voto ao salientar que, em uma democracia, a decisão política deve ser tomada por quem tem voto, e, por isso, a reforma política tem de ser feita pelo Congresso.

Diante disso, apresentei o Projeto de Lei 6.147/2013 que busca aprofundar a reforma política e afastar a influência do poder econômico nas disputas eleitorais. O texto propõe o fim do financiamento de pessoas jurídicas, estabelece o limite de R$ 700 para doações de pessoas físicas, aplica punições aos infratores e determina um teto de gastos para as campanhas.

Por fim, acredito que o resultado parcial do julgamento indica que vamos abrir uma nova fase da reforma política no país. E, agora, com o reforço de peso que poderá ser a decisão do STF de que este abuso do poder econômico é inconstitucional.

*Deputado federal (PT-RS), vice-líder do Governo Dilma na Câmara

* Artigo publicado no jornal Zero Hora de 20/12/2013

Secretário da Fazenda de Herval recebe certificação profissional



Chamado por muitos de “gênio das finanças”, o Secretário da Fazenda e Gestor dos recursos do Regime Próprio de Previdência da prefeitura de Herval, Luís Antonio Saraiva, acaba de dar mais uma prova do seu talento e competência em matéria financeira. Funcionário de carreira da administração municipal e promovido a Secretário em 2012, pelo prefeito Ildo Sallaberry, Luís realizou um feito dificílimo e inédito em se tratando de um servidor do município: obter a Certificação Profissional ANBIMA Série CPA-10, alcançando desempenho de 90% no Exame de Certificação CPA-10, o que corresponde a 45 questões certas.

A Certificação Profissional ANBIMA Série 10, ou simplesmente CPA-10, é uma certificação profissional oferecida pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais). A CPA-10 destina-se a atestar que profissionais que desempenham atividades financeiras, como aplicação de recursos em fundos de investimento em renda fixa e renda variável, tenham conhecimento do mercado, esta certificação é a exigida para a gerência das instituições bancárias. Para ser considerado aprovado, o profissional deve realizar um exame de certificação no qual são apresentadas questões sobre economia, sistema financeiro, mercado financeiro, mercado de capitais (ações) e fundos de investimentos, apresentando um índice de acerto igual ou superior a 70%.

Atualmente, o Ministério da Previdência Social exige que os municípios comprovem que o responsável pela gestão dos recursos dos seus Regimes Próprios de Previdência (RPPS) tenha sido aprovado em exame de certificação. Essa obrigatoriedade se deve à credibilidade de que a certificação CPA-10 atesta que os profissionais certificados possuem os conhecimentos exigidos pelo mercado financeiro, e estão aptos a utilizarem os mais variados produtos de investimento para investir os recursos oriundos das contribuições previdenciárias.

Segundo Luís Saraiva, “mais do que uma distinção, a obtenção dessa certificação representa o coroamento de um esforço e a valorização da sua trajetória profissional, além de uma motivação a mais para o desempenho de suas atividades em prol do município. Ainda de acordo com o Secretário, o feito também acaba por revelar o acerto da linha administrativa do prefeito Ildo Sallaberry de aliar técnica e política e de promover muitos servidores do quadro da prefeitura para ocupar postos de chefia”, observou.

sábado, 28 de dezembro de 2013

Música para os meus ouvidos


Só é possível entender a teia complexa e única chamada Brasil, olhando profundamente para a nossa história e percorrendo os muitos caminhos desse continental país despido de marras ou preconceitos. Quem tentar simplificar as coisas e diluir nossas contradições e complexidades, vai acabar perdido num mar de perplexidades ou inundado por um oceano de estrangeirismos que não nos servem mais nem nunca serviram. Viva o Brasil soberano e do povo brasileiro!



sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Administração de Herval entrega moradias do Minha Casa, Minha Vida


A prefeitura de Herval promoveu segunda-feira, 23, a entrega de 22 moradias populares do Programa Minha Casa, Minha Vida. Além dos beneficiários, o ato foi prestigiado por diversas autoridades, servidores, dirigentes de instituições e órgãos governamentais no âmbito do município, imprensa local, lideranças políticas e comunitárias, com destaque para o presidente do Conselho Municipal de Habitação, Odenair Brasil Lopes, o gerente do Sicredi em Herval, Soni Soares e o deputado federal Afonso Hamm (PP).

Como se não bastasse à emoção estampada no rosto das famílias contempladas com as moradias, o ato ainda teve outro ingrediente emotivo muito forte. Ocorre que o loteamento onde foram construídas as moradias recebeu o nome do já falecido José Ruy da Costa Lemos, atendendo proposição da ex-vereadora Solange Tavares, sendo que os familiares dessa figura destacada em nosso município, entre eles o próprio prefeito Ildo Sallaberry, aproveitaram a ocasião para agradecer a homenagem e lembrar a sua ligação com o bairro Jango, que agora recebe essas novas habitações.

Em sua fala o deputado Afonso Hamm lembrou do seu trabalho em prol do município de Herval e da importância do Programa Minha Casa, Minha Vida, criado pelo governo federal para garantir moradia aos brasileiros em todo o país. O parlamentar ainda falou que a maior satisfação de uma administração pública é quando ela alcança os resultados e transforma projetos em realizações concretas. Hamm também destacou a competência da prefeitura na busca dos investimentos para o município e a relevância desse empreendimento, tanto para a melhoria da qualidade de vida quanto para o aumento da dignidade dos beneficiários.

O prefeito Ildo Sallaberry ressaltou a importância do trabalho em equipe e das parcerias para realizar os investimentos que a população precisa. Segundo ele, o Minha Casa, Minha Vida é um dos melhores programas do governo federal e uma das iniciativas de maior alcance social da sua administração, pois realiza o sonho da casa própria das famílias de baixo poder aquisitivo e, ao mesmo tempo, movimenta a economia local e promove a integração entre as diferentes esferas de governo, a iniciativa privada e instituições financeiras. Sallaberry ainda mencionou a participação de diversos setores e atores da administração para a efetivação desse investimento, entre eles a Secretaria de Obras e Mobilidade Urbana e Rural, a Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, a Secretaria de Assistência Social e a Secretaria Para Assuntos Jurídicos, além do Conselho Municipal de Habitação.

“Tenho certeza que essas casas são um grande presente de Natal não só para vocês que estão recebendo uma moradia, mas para todos nós que trabalhamos muito para chegarmos ao dia de hoje. Enfrentamos inúmeros entraves para promover a entrega dessas casas, mas nunca cruzamos os braços nem paramos no meio do caminho e agora podemos comemorar juntos mais essa conquista. A população não quer explicações, ela quer obra pronta e entregue. Portanto, foi difícil, foi suado, as coisas não andaram dentro do ritmo e de acordo com prazo programado, mas as casas estão aí e brevemente iniciaremos a construção de mais 40 moradias do Programa Minha Casa, Minha Vida no bairro Caixa D' água. Cuidem bem dessas casas, aproveitem a beleza natural desse lugar, cobrem do poder público mais investimento na infraestrutura desse loteamento e sejam muito felizes em sua nova moradia”, discursou o prefeito.

As 22 casas contaram com um investimento de R$ 264 mil oriundos do governo federal e uma contrapartida financeira do governo do estado de R$ 66 mil, através da Secretaria de Habitação e Saneamento. A prefeitura investiu R$ 19.800,00 e ainda custeou a compra dos postes de iluminação, realizou serviços de limpeza e infraestrutura no loteamento, além de doar os terrenos e garantir a segurança das casas até a sua ocupação pelos contemplados. Outro investimento da prefeitura foi à contratação dos técnicos para assegurar o licenciamento ambiental da área de construção das moradias. Em relação à contrapartida do governo do estado, o prefeito Ildo pede para destacar a participação dos vereadores Passoca e Daniel, assim como da ex-vereadora Solange, os quais encaminharam ao então Secretário Marco Alba, no ano de 2009, o pedido do referido aporte financeiro. No entanto, o prefeito também destaca que o depósito relativo à mencionada contrapartida foi efetivado em março de 2010, já durante a gestão do governador Tarso Genro e do atual Secretário de Habitação, Marcel Frison.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Agradecimento



Em nome da equipe da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente agradeço imensamente as pessoas abaixo nomeadas pela doação feita em prol da festa dos funcionários da prefeitura, realizada segunda-feira, 23.

Esse ano cada Secretaria deveria doar ou buscar a doação de duas ovelhas e dois fardos de cerveja, a serem sorteados aos servidores municipais durante essa tradicional e tão esperada festa.

Pois as pessoas que ora divulgo, atenderam de pronto nosso pedido, demonstrando que Papai Noel existe no coração de todos que estendem a mão ao próximo.

Que Deus multiplique por mil esse gesto de amizade e solidariedade!


CABANHA GUAJUVIRA, de Clóvis e Dalva Barros
JOSÉ NUNES, ex-prefeito de São Lourenço do Sul
VEREADOR CACHAÇO
VEREADOR DAVI
VEREADOR RODRIGO

Nem só de pão viverá o homem




Pitada filosófica




segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Aberta a Temporada de Verão no Parque Aquático

 
Foi aberta ontem, 22, a temporada de verão no Parque Aquático.  O evento foi organizado pela Secretaria de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer e contou com o apoio da Secretaria de Obras e Mobilidade Urbana e Rural e do Departamento de Trânsito da prefeitura.

Além de muita gente alegre, a iniciativa foi brindada por um lindo domingo de sol, muito calor e diversas atividades, tais como jogos de vôlei e futebol, Encontro de Auto Som e mobilização dos motociclistas. A arrecadação da copa foi destinada ao Grupo da 3.ª Idade.

E para a alegria ficar completa, a Temporada de Verão 2013/2014 será totalmente gratuita. Ou seja, os frequentadores do Parque Aquático poderão desfrutar da estrutura oferecida no local e da piscina de água natural sem pagar um só centavo, numa iniciativa ousada e generosa anunciada pelo prefeito Ildo Sallaberry.

De acordo com Sallaberry, “a iniciativa atende a uma proposta encaminhada pela Secretaria de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer, através da Secretária Elenice e do Secretário Adjunto Chico Gonçalves, a qual foi reforçada pelo vice-prefeito Bebeto, pela Secretária de Assistência Social, Tania Sallaberry e pelo vereador Rodrigo Cáceres Dutra. Ainda segundo o prefeito de Herval, o objetivo é oferecer uma alternativa de lazer às pessoas com menor poder aquisitivo e valorizar ainda mais esse cartão postal de nossa cidade”, ponderou.

A Secretária Elenice Marques se mostrou muito contente com a medida e espera que a população aproveite bastante essa oportunidade. Ela pede, porém, que as pessoas colaborem com a limpeza do Parque Aquático e na preservação da beleza desse patrimônio que é de todos, além de respeitar as regras estabelecidas, como por exemplo, não deixar animais entrar na piscina e usar roupas apropriadas para banho, lembrou.


Música para os meus ouvidos


A música de Bebeto Alves faz bem aos meus ouvidos!




Prefeitura de Herval paga Prêmio Assiduidade a servidores


A administração municipal encaminhou o pagamento de mais um benefício importante dos servidores municipais: o Prêmio Assiduidade. O anúncio do pagamento foi feito pelo prefeito Ildo Sallaberry, em reunião realizada quarta-feira (18), com a presença dos servidores beneficiados pela iniciativa e autoridades municipais.

O Prêmio Assiduidade tem amparo na Lei Municipal nº 962/2011 e prevê que após cinco anos ininterruptos de serviço prestado ao município, a contar da investidura em cargo de provimento efetivo, o servidor fará jus a um prêmio por assiduidade de valor igual a um mês de vencimento do seu cargo efetivo, mesmo que esteja no exercício de cargo em comissão ou função gratificada.

Os pagamentos anunciados pelo prefeito irão beneficiar 40 servidores, praticamente zerando os processos relativos ao benefício que tramitavam na administração e representando um desembolso de R$ 32.861,89 dos cofres da prefeitura.

Conforme informou Sallaberry, os pagamentos serão incluídos já na próxima folha de pagamento, a ser paga no final de dezembro, e demonstram o compromisso da administração em assegurar os direitos legítimos dos servidores. “Desde o primeiro ano do nosso governo temos feito um grande esforço para melhorar as condições de trabalho do funcionalismo, assegurar avanços na remuneração e, ao mesmo tempo, resgatar as dívidas com os servidores deixadas pela administração que antecedeu a nossa, a exemplo do vale-alimentação, sendo que a medida que ora anunciamos significa mais um passo nessa caminhada e mais uma demonstração concreta do nosso compromisso com a valorização dos servidores e dos serviços públicos”, defendeu o prefeito.

Ainda segundo o prefeito, o esforço para honrar esses pagamentos se deve também ao pedido feito por alguns integrantes do seu governo e apoiadores políticos, entre eles o vice-prefeito Bebeto, a Secretária Para Assuntos Jurídicos, Dra. Denise Cabreira, o Secretário de Planejamento, Toninho Veleda, o Secretário das Relações Políticas e Comunitárias, Elio Soares, como também do vereador Rodrigo Dutra. “Não costumo fazer alarde sobre as ações do governo, mas a decisão de reunir os servidores para fazer o anúncio desses pagamentos se deve a uma sugestão do vice-prefeito Bebeto, que entende que é preciso mostrar mais o que se faz para reforçar a crença das pessoas no poder público e aproximar cada vez mais a administração da vida das pessoas”, explicou Sallaberry.


PS: Devido a um problema na câmera fotográfica não foi possível divulgar as fotos feitas durante o ato do prefeito Ildo com os servidores

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Mesmo enfrentando sequestros das contas, prefeitura paga décimo terceiro do funcionalismo


A administração municipal efetuou sexta-feira, 13, o pagamento do décimo terceiro salário do funcionalismo público municipal. Os pagamentos beneficiaram 478 servidores, representando um desembolso dos cofres da prefeitura de um valor bruto de R$ 500.761,61.

O prefeito Ildo Sallaberry comemorou a iniciativa, pelo fato do décimo terceiro salário injetar um volume de recursos importante na economia local, mas também pelas dificuldades das administrações em cumprir com essa obrigação. “O décimo terceiro salário é um direito justo dos servidores que alimenta nossa economia com recursos expressivos, porém num município como Herval, com enormes limitações financeiras devido ao perfil econômico do município e a herança de dívidas superior a R$ 3 milhões deixada pelo governo que antecedeu ao nosso, honrar essa obrigação nem sempre é fácil e é motivo de comemoração”, ponderou o chefe do poder executivo.

Segundo o Secretário da Fazenda, Luís Saraiva, “além das dificuldades normais em pagar o décimo terceiro, nesse ano a tarefa se tornou ainda mais complicada tendo em vista a diminuição na receita provocada pela queda nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios, bem como os sequestros de recursos em contas da prefeitura realizados a partir de decisões judiciais relativas a dívidas com o vale-alimentação dos servidores oriundas de administrações anteriores; sequestros que alcançaram o valor significativo de cerca de R$ 90 mil somente no mês de dezembro, algo que tirou o sono do prefeito e ameaçou o pagamento desse benefício tão esperado pelo funcionalismo”, disse.

De acordo com o prefeito de Herval, “em nenhum momento a administração se negou a honrar os pagamentos desses passivos que considero um direito legítimo dos servidores, o que buscávamos e continuamos buscando é uma solução negociada, até porque sempre demonstramos disposição e compromisso em superar essa pendência. O vale-alimentação foi criado no ano 2000 e nunca foi pago nos governos passados, originando um passivo superior a R$ 1 milhão. Logo no primeiro ano da nossa gestão, em julho de 2009, retomamos os pagamentos mensais do benefício e apresentamos ao Sindicato da Categoria – SIMHER - a proposta de quitar o total da dívida em parcelas mensais de R$ 30 mil, devidamente corrigidas. Contudo o SIMHER não atendeu a proposta do Executivo, esclareceu ele.

O prefeito ainda lembra o acordo extrajudicial firmado em 2011, pelo qual a prefeitura assumiu o compromisso de pagar o valor mensal de R$ 22.890,00 corrigidos anualmente, relativo a processos do vale-alimentação, sendo que tal acordo não foi cumprido da parte do SIMHER, uma vez que as ações na Justiça persistiram e o cronograma de pagamentos estabelecido ficou extrapolado, o que agora veio originar o sequestro nas contas que podem prejudicar o cumprimento das obrigações com o próprio funcionalismo. “Muito mais do que cumprir as sentenças judicias, sempre demonstramos o firme propósito de garantir o direito legítimo dos servidores, tanto que de um passivo de mais de R$ 1 milhão, de 2009 para cá, já quitamos em torno de R$ 700 mil em RPVs (Requisição de Pequeno Valor), referentes aos atrasados do vale-alimentação. Queremos e estamos resgatando essa dívida com os servidores, porém é preciso zerar esse passivo dentro das possibilidades financeiras e orçamentárias da prefeitura, do contrário podemos inviabilizar a administração”, advertiu Sallaberry.


sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Herval será ponto de exibição de cinema



A Secretaria de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer acaba de colocar Herval no mapa de exibições da 8.ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul.

O projeto apresentando pela Secretaria, de promover exibições em ônibus itinerante e/ou na Praça Central foi aprovado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, o que coloca o município como um dos pontos de exibição da mostra.

A mostra é composta por 38 filmes de um total de mais de 150 inscritos, sendo que Herval recebeu 03 filmes para exibição, além de outros materiais relativos à iniciativa. São eles: Caixa D’Água: Qui-lombo é esse?; Kátia e Brasília Segundo Feldman.

Segundo Chico Gonçalves, a Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul é uma realização da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República em parceria com o Ministério da Cultura e tem o importante papel de disseminar e fortalecer a educação e a cultura em Direitos Humanos, especialmente entre os setores da sociedade com menos acesso a bens culturais, explicou o Secretário Adjunto da Cultura.

Para a responsável pela Pasta da Cultura no município, “é uma grande alegria e uma vitória relevante que Herval tenha sido escolhido como ponto de exibição dessa importante mostra. Ainda não definimos as datas das exibições, mas a expectativa é que já no início de 2014 possamos proporcionar esse momento ímpar a nossa população, não apenas por se tratar de uma forma de expressão tão cativante que é o cinema, mas pelos filmes abordarem uma temática tão necessária que é a defesa dos direitos humanos”, disse Elenice Marques.

Cenas da vida inventada




quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Prefeitura de Herval assina contrato para obras de calçamento


O prefeito Ildo Sallaberry assinou na última quarta-feira (11), contrato oriundo de emenda parlamentar do deputado federal Afonso Hamm, no valor de R$ 394.200,00 para calçamento de ruas no bairro Caixa D’ Água.

O contrato de repasse firmado com a Caixa Econômica Federal, agente financeiro do investimento, tem como objetivo avançar nas obras de calçamento visando qualificar a interligação dos bairros com o centro da cidade. Os recursos são oriundos do Governo Federal, através do Ministério das Cidades.

Vencida a etapa de assinatura do contrato, a previsão agora é de que o projeto arquitetônico do empreendimento seja encaminhado para análise dos técnicos da Caixa já nos próximos dias, uma vez que a prefeitura investiu na contratação de profissional para elaborar o projeto técnico, de modo a acelerar a tramitação da demanda. Depois de aprovado o projeto, é autorizada a abertura do processo licitatório com vistas à contratação de empresa para execução das obras.

Segundo Sallaberry, “além do apoio magnífico dado ao município pelo deputado Afonso Hamm, a obra pretendida representa o cumprimento de um compromisso assumido durante a campanha eleitoral, de levar calçamento a algumas ruas do bairro Caixa D’ Água”. “Na verdade, deveremos ir além do prometido, uma vez que o projeto contempla não apenas o valor da emenda. Isso porque nossa intenção é complementar a execução de tal projeto utilizando recursos próprios da prefeitura, o que significa que nossa meta é calçar um número maior de ruas do bairro Caixa D’ Água do que aquele que seria possível com os recursos a ser repassados pelo governo federal”, disse o prefeito.

O contrato foi assinado entre o prefeito Ildo Sallaberry e o representante da Caixa Econômica Federal, Gerente Regional Chagler Zandavalli, na Sala das Prefeituras, junto à Superintendência da instituição em Pelotas. Também participaram desse ato o Secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Toninho Veleda, e a Coordenadora de Projetos da administração municipal, Cristiane D’ Ávila.

Hospital de Herval firma contrato com governo do estado



Depois de uma intensa mobilização política e as portas abertas pelo governo do estado, através da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde, o hospital Nossa Senhora da Glória firmou contrato com a Secretaria Estadual da Saúde prevendo repasses mensais à referida instituição.

O contrato foi assinado em Porto Alegre na última segunda-feira (9), entre o Presidente da instituição, Alfeu Pereira, e o então Secretário Ciro Simoni, sendo este seu último ato à frente dessa importante Pasta da gestão estadual, tendo em vista a decisão da cúpula do PDT de entregar os cargos no governo Tarso Genro.

No dia seguinte à assinatura do contrato na capital, terça-feira (10), o presidente Alfeu Pereira promoveu reunião, nas dependências do hospital, com a participação de servidores, médicos, dirigentes da instituição, autoridades municipais e o Coordenador Adjunto da 3ª CRS, Afrânio Ávila, a fim de agradecer o apoio recebido para alcançar tal conquista, como também revelar os detalhes do contrato.

Na oportunidade, Alfeu argumentou que a busca de novas fontes de recursos para recuperar a saúde financeira do hospital é algo que foi além das bandeiras partidárias e contou com a colaboração de autoridades e pessoas ligadas a diferentes siglas. Além do Secretário Ciro Simoni e dos dirigentes da 3ª CRS, Alfeu destacou o apoio e a dedicação do prefeito Ildo Sallaberry, da deputada estadual Miriam Marroni, do Coordenador Adjunto Afrânio, da Secretária Janise Fagundes, do vice-prefeito Bebeto, dos vereadores Batista e Valter Lima, do contador Fabrício Bubols, da Dra. Denise Cabreira, do Secretário de Planejamento e dirigente municipal petista, Toninho Veleda, assim como dos demais membros da direção e profissionais do hospital.

Em sua fala, o vice-prefeito Bebeto ressaltou a importância dessa conquista, porém lembrou que a mesma precisa ser encarada como um primeiro passo. “Temos muito a comemorar, tendo em vista que pela primeira vez na história se promoveu a contratualização que irá permitir o repasse de recursos do Estado diretamente ao hospital, o que foi fruto da união de todos nós, da sensibilidade do Secretário Ciro Simoni, do esforço da direção para organizar a situação administrativa da instituição, da dedicação dos profissionais que aqui trabalham e da política do governo do estado de ampliar e qualificar os investimentos na saúde da população. No entanto, é preciso manter a gestão do hospital organizada, buscar novos recursos e aguardar pela efetivação do repasse previsto no contrato para que o hospital comece a ganhar fôlego financeiro”, argumentou.

O contrato terá duração de um ano, prevendo repasse anual de R$ 159.600,00 e transferências mensais de R$ 13.300,00.

Abertura da Temporada de Verão




terça-feira, 10 de dezembro de 2013

A mudança não parou em 2013



Conforme argumentei em outras oportunidades, o ano que está prestes a findar foi extremamente difícil e adverso para a imensa maioria das administrações públicas no estado, no país e no mundo. No entanto, apesar das dificuldades e adversidades, cuja origem principal é a grande crise que assola a economia mundial desde 2008, a administração municipal encerra mais um ano comemorando novas conquistas e avanços. Ou seja, o governo do prefeito Ildo não alcançou tudo que lograva para este período, porém realizou muito do que era previsto e, como já é próprio dessa administração, uma série de coisas que não eram esperadas para agora acabaram por ser feitas ou encaminhadas.

Uma das grandes dificuldades na administração pública é que a população acaba dando ênfase maior ao erro do que o acerto ou então enxergando apenas o que falta fazer, ignorando completamente os feitos da gestão. Outra dificuldade é a tentativa permanente dos políticos oportunistas de posarem de “pai da criança” em atos nos quais colaboram muito pouco ou quase nada, isso quando não fazem mais do que simplesmente atrapalhar. Outro obstáculo num município como Herval é quando o veículo de comunicação de maior alcance abre mão do seu caráter comunitário e informativo, se convertendo em palanque político oposicionista e suposta fonte de renda para fins particulares.

Nesse contexto, não é demais recordar algumas realizações da prefeitura ao longo de 2013, como também anunciar outras que estão previstas ou engatilhadas para o próximo ano. Para começar, menciono a reformulação do convênio com o hospital, algo que além de garantir a ampliação dos repasses a essa instituição, ainda permitiu a descentralização dos atendimentos médicos, solucionando um problema crônico da saúde no município. Sem falar na inauguração do serviço de Raio X que veio possibilitar maior rapidez e segurança nos diagnósticos médicos e menos transtornos aos pacientes. Outra medida não menos importante foi a alteração do plano de carreira do magistério, uma iniciativa criticada ferozmente pelos contrários ao governo antes da sua aprovação e hoje reconhecida pela maioria do magistério como um avanço importante para a categoria em termos salariais.

Também merecem destaque a chegada de mais um micro-ônibus para o transporte escolar e o salto pedagógico nas escolas impulsionado pela Secretaria da Educação. As novas máquinas recebidas do governo federal através do PAC e a recuperação de pontes e vários quilômetros de estradas, um trabalho prejudicado pelas chuvas dos últimos meses. A primeira Feira do Peixe Vivo e a entrega de um veículo do programa Dissemina para alavancar a melhoria genética do nosso gado leiteiro e de corte. A habilitação da prefeitura para realizar os licenciamentos ambientais de impacto local, algo que deverá garantir não apenas mais celeridade nos processos de licenciamentos, como também uma maior adequação dos empreendedores às normas ambientais. A compra do casarão histórico que irá abrigar e ampliar o espaço das Secretarias de Educação e Cultura, a criação de uma praça para recreação infantil no bairro Pilão e a magnífica Semana Municipal da Cultura. O início das obras que preveem a instalação de sistema de abastecimento de água em três assentamentos, com recursos oriundos da Funasa.

Em 2014, a expectativa é do início de novas obras e importantes investimentos, com recursos próprios ou por meio da parceria com os governos federal e estadual. Apenas como exemplo, cito a construção de mais 40 casas populares do programa Minha Casa, Minha Vida; o calçamento de mais ruas para interligar os bairros ao centro da cidade; as obras inéditas de pavimentação asfáltica; o trabalho de georreferenciamento, ponto de partida para o avanço da política de planejamento e desenvolvimento urbano, a atualização do cadastro imobiliário e o incremento na arrecadação do IPTU; a construção de 400 cisternas; a recuperação e melhoria de estradas em todo o nosso território; a aquisição de novas ambulâncias e veículos para a saúde; a inauguração de padaria e cozinha comunitárias; a construção de caminhódromo na entrada da cidade; a revitalização da praça central. Tudo isso e outras “cositas más”.

A mudança não parou em 2013 e deve continuar pelos próximos anos sob o comando do prefeito Ildo Sallaberry. Sem dúvida, muito ainda precisa ser feito, mas numa prefeitura que estava paralisada e completamente esgualepada no início de 2009, cada conquista é importante e merece ser valorizada e aplaudida.

Momento poético





Música para os meus ouvidos


O som e a interpretação de Nei Lisboa são sempre uma riqueza. Bom barbaridade!!!



segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Pitada filosófica




História da fundação de Herval pode ser um mito


Na companhia de Secretários municipais, o prefeito Ildo Sallaberry recebeu sexta-feira (06) em seu Gabinete, o hervalense radicado em Porto Alegre e grande estudioso da história do nosso município, Getúlio Dorneles Fernandes da Silva.

Getúlio que recentemente publicou o livro “Uma história para contar”, em parceria com outros autores, abordando os 50 anos da Fundação Banrisul, atualmente está desenvolvendo uma pesquisa bibliográfica acerca da fundação de Herval. Segundo ele, a fundação do então povoado atribuída a Rafael Pinto Bandeira não passaria de um mito.

“Tenho uma bronca com a história que contam sobre a fundação de Herval. Rafael Pinto Bandeira não pode ter fundado Herval, pois o mesmo faleceu no ano 1795, sendo que o acampamento que deu origem ao município foi formado em 1801”, explicou Getúlio. Ainda segundo o pesquisador, “Rafael Pinto Bandeira foi o grande comandante da expulsão dos espanhóis dessa região, porém atribuir a ele a fundação de Herval é um erro histórico que precisa ser corrigido para que não continuemos transmitindo às atuais e próximas gerações algo que não encontra amparo nos fatos”.

De acordo com Getúlio Dorneles, a pesquisa ainda carece ser aprofundada e alimentada por outras fontes, porém existem muitas evidências de que o verdadeiro fundador de Herval seria Bonifácio Nunes, o qual juntamente com alguns parceiros, teria adquirido as terras para o povoado, o mais antigo da fronteira, conforme argumentou.

Na ocasião, o prefeito Ildo Sallaberry colocou toda a equipe da administração à disposição do pesquisador, a fim de auxiliá-lo em sua pesquisa. O prefeito ainda passou às mãos de Getúlio um livro publicado pelo Exército Brasileiro, como forma de colaborar em seu trabalho, o qual faz referências a batalhas e escaramuças em torno da disputa de território que marcou a formação dessa região. Por fim, Getúlio ainda foi convidado a participar de Seminário a ser realizado nos dias 20 e 21 de fevereiro do próximo ano, tendo como tema “Herval no contexto Cisplatino”, numa iniciativa da Secretaria Municipal de Educação.


sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Secretaria de Cultura em ação



A Secretaria de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer segue trabalhando em ritmo intenso.

Até o dia 22 de dezembro estão abertas, na sede da Secretaria junto ao Ginásio Municipal de Esportes, as inscrições para os interessados em ingressar em aulas de capoeira, as quais tem início previsto para o mês de janeiro.

Podem se inscrever crianças a partir dos 06 anos, não havendo limite de idade para participar das aulas. Ou seja, o público adulto ou mesmo da terceira idade está convidado a se inscrever.

As aulas de capoeira são uma iniciativa da Secretaria de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer em parceria com o Centro de Referência em Assistência Social – CRAS.

Outra iniciativa importante da Secretaria é a programação de abertura da Temporada de Verão. A abertura da temporada de verão será realizada dia 22 de dezembro e irá contar com várias atividades, algumas inéditas, com destaque para a Maratona de Natal e o Torneio de Vôlei de duplas (masculino e feminino) na quadra de areia do Parque Aquático.

As inscrições para essas e outras atividades relativas à abertura da temporada de verão devem ser realizadas na Secretaria de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer.


Ato político


A sina da oposição: sobrevivência e terrorismo, por Jeferson Miola

Depois da incandescência das ruas em junho, análises apressadas pintavam um cenário de terra arrasada para a Dilma. Foi incrível a seletividade de determinados analistas, que alardeavam o pior dos mundos para a Presidenta, mas omitiam que a insatisfação era generalizada e difusa, e abarcava todo o sistema político, a política, os governos e os políticos.

Passado o rescaldo daqueles acontecimentos, sucessivas pesquisas de opinião indicam um ambiente de melhora do desempenho eleitoral de Dilma. Em todas as simulações - de todos os institutos de pesquisa -, a Presidenta ostenta considerável chance de reeleição, inclusive no primeiro turno.

A oposição, entretanto, segue colecionando dificuldades. Para ela, o cenário mais alentador é, curiosamente, aquele no qual figuram as “candidaturas-sombras” de Marina Silva e José Serra. Os até agora “candidatos titulares” Eduardo Campos e Aécio Neves peleiam com seus fantasmas para manterem suas candidaturas, podendo chegar em 2014 menores do que são hoje.

A potencial reeleição de Dilma, que culminaria um ciclo de 16 anos de governos dirigidos pelo PT, levará o reacionarismo capitaneado pelo PSDB, PPS e DEM ao ocaso. Com sua visão de um país arcaico, excludente e colonizado, aqueles partidos perdem a capacidade de interpretação e de aderência ao Brasil contemporâneo. A profecia deles, do “fim da raça”, finalmente terá se realizado; porém, com as setas invertidas – em desfavor deles mesmos.

Nesse contexto, a candidatura do Aécio é tão sólida quanto a chance de se converter em pó. O PSDB, pela primeira vez na trajetória do partido, enfrenta a perspectiva real de uma derrota acachapante no próximo ano. Para os tucanos [mas também para seus satélites PPS e DEM], a eleição de 2014 terá como prioridade a sobrevivência partidária e a preservação dos espaços de poder ameaçados de mudar de guarda.

Não se pode descartar, por isso, a hipótese da candidatura presidencial de José Serra em lugar da de Aécio. Alckmin e Aécio teriam, assim, a função de proteger a jóia da coroa do PSDB: os governos de SP e MG. Aliás, uma tarefa difícil, para quem terá de se explicar sobre escândalos escabrosos: cartel do metrô e o genuíno mensalão.

Adicionalmente, outros dois espectros rondam as eleições. O primeiro, de nome Joaquim Barbosa. Sua candidatura, se confirmada, materializaria eleitoralmente o bloco de poder conformado pela mídia conservadora e setores reacionários do Judiciário. É esse bloco que, na realidade, agenda e articula o combate ideológico ao PT e ao governo Dilma, substituindo os partidos da direita, que estão aos frangalhos e minguando sua audiência na sociedade.

Não existe espaço no Brasil contemporâneo para uma nova farsa do gênero “caçador de marajás”. A Rede Globo não conseguirá converter Joaquim Barbosa em um santo; aliás, um Ministro adepto de manobras fiscais para investir em Miami. O império da família Marinho não conseguirá construir essa nova mitificação da política brasileira, como fez com Fernando Collor em 1989 para derrotar Lula.

A opção Joaquim será calculada não pela aspiração de vitória com ele, mas como variável para levar a eleição para o segundo turno. O contexto proclive para a ocorrência de segundo turno é aquele que apresenta na cédula eleitoral os nomes de Dilma, Serra, Marina e Joaquim. O justiceiro, jacobino, vingativo, exemplar e inexpugnável Barbosa seria um veículo para se tentar barrar a reeleição direta de Dilma.

O outro espectro que ronda a próxima eleição de 2014 atende pelo nome de Lula. Com considerável insistência é cogitada a candidatura dele em lugar da de Dilma; insinuação que se propaga na base de apoio do governo, nos meios empresariais, no sistema financeiro e junto a setores militantes. Os pretextos são uníssonos, tanto dentro como fora do PT: a heterodoxia econômica e o estilo da Presidenta. Embora o próprio Lula rechace, essa insinuação paira no ar como uma bruma, fomentada na mídia pelas manjadas “fontes próximas ao ex-Presidente”.

É problemático esse procedimento, porque involuntariamente [ou deliberadamente?] expõe Dilma a tensões conservadoras [e inclusive regressivas] na definição do programa e no perfil do eventual segundo governo. Porém, ao mesmo tempo, não deixa de ser cômodo para o governo – e terrível para a oposição - saber que pode contar com um suplente eleitoralmente insuperável, caso a conjuntura econômica e política degringole.

Hoy por hoy - como se diz em castelhano -, a perspectiva é desalentadora para a oposição conservadora, que vive o dilema de tentar sobreviver enfrentando uma tendência de derrota e de definhamento de sua representação política. A realidade para a direita é tão mais dramática quanto mais evidente é a obsolescência programática e a incapacidade de oferecer uma visão generosa de futuro para um país que, não sem importantes limites e contradições, finalmente passou a ingressar na modernidade.

Devemos nos preparar para uma conjuntura complicada até as eleições de 2014. A oposição não se dará por vencida, e poderá promover um terrorismo político, econômico, moral e midiático jamais visto na política brasileira. Não se pode menosprezar a capacidade de sabotagem, de difusão de ódio e a vilania deles nessa luta derradeira de sobrevivência. Eles querem sequestrar o Brasil dos brasileiros.


Artigo publicado na Agência Carta Maior

Seguidores