O Blog busca retratar coisas da vida interiorana e do meu interior, numa abordagem que mistura reflexão, notícias, riso, poesia, musicalidade, transcedentalidade e outras cositas más. Tudo feito com produções próprias, mas também com a reprodução do pensar ou do sentir dos grandes gênios que o país e a humanidade pariram.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Rumo à vitória!!!



O presidente estadual do PT, Olívio Dutra, reafirmou a importância e o acerto do PT em disputar às eleições municipais com candidatura própria em Herval. “A decisão do Diretório Municipal do Partido é uma decisão madura, correta, que fortalece o partido e as lutas democráticas em Herval, e por isso tem o respeito e o respaldo da direção estadual do PT”, garantiu.
A declaração do ex-governador do RS foi feita durante conversa com os pré-candidatos Roque e Jorge, no último dia 27/04, em Pelotas, num encontro que elegeu a nova direção Regional do Partido dos Trabalhadores.
A opinião de Olívio é compartilhada pelo vereador Miltinho, Presidente do PT pelotense, que cumprirá agenda em Herval na próxima quinta-feira, 1º. de maio.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

O paraíso dos maus políticos


O genial Marcos Rolim escreveu certa feita que “não há democracia sem representação”. E acrescentou: “a ausência de representação política é mesmo inconcebível em sociedades modernas. Na verdade, mesmo muitos povos indígenas, organizados socialmente em estruturas não complexas, fazem uso de formas variadas de representação”.
Rolim referia-se, evidentemente, à representação legítima. Aquela em que o eleitor sente-se abraçado pelas ações e palavras (para "o bem ou para o mal") do eleito. Não é o critério que vêm determinando a eleição do Parlamento Hervalense. Contamos, por certo, com representantes legítimos das vontades (para o bem ou para o mal, repito) do seu eleitorado, mas na maioria dos casos, o que há é a usurpação do direito e do dever de representar e ser representado.
Mas isto não ocorre apenas pela demagogia e o oportunismo de alguns políticos, mas também pelo “analfabetismo político” de grande parte da população apta a votar, que acaba trocando o direito de se fazer representar numa instituição tão importante como a Câmara de Vereadores por alguma vantagem eventual ofertada durante o período eleitoral. Ou seja, a população cobra legitimamente do poder público o atendimento dos seus direitos, como saúde, educação, estradas, acesso à informação sobre os atos administrativos, mas não raro vota em candidatos sem nenhum compromisso com a efetivação desses direitos. Resultado: é choradeira na certa onde deveria haver CIDADANIA.
O mais comum é as pessoas votarem em troca de um favor, uma porta, uma janela, o pagamento de uma conta de água, luz ou gás, uma promessa de emprego temporário ou coisa parecida. Tem gente que vota apenas em troca de um sorriso, um abraço, um aperto de mão, um tapinha nas costas dado pelo (a) candidato (a)... Pior ainda, tem gente que se julga esclarecida politicamente que vota num (a) candidato (a) levando em conta apenas os laços de amizade, vizinhança ou parentesco, o que é louvável, mas não serve como parâmetro seguro para a escolha de uma boa representação política.
Temos também o chamado “voto de compromisso”, no qual o eleitor se amarra logo de cara na promessa de votar num (a) candidato (a), sem antes analisar a forma e o conteúdo geral da disputa eleitoral. O pior é quando trancam os pés e se recusam a voltar atrás nesta sua escolha, mesmo diante de uma outra candidatura mais afinada com suas visões e visivelmente mais preparada para a tarefa representativa. Retidão de caráter ou outra forma de analfabetismo político? Uma tola mesquinharia, penso eu. E o que não falta é gente “altamente politizada” disposta a sacrificar o interesse público na intenção de honrar sua palavra nem sempre empenhada num momento de lucidez.
Analisemos o desempenho dos eleitos ou postulantes a um mandato eletivo, mas também vigiemos o nosso comportamento como eleitores (as). A mudança para melhor da realidade política, cultural, econômica, social e ambiental do nosso município não começa nem termina no voto, mas certamente passa por ele. Reclamar ajuda, mas é pouco diante do enorme desafio de aperfeiçoar as instituições públicas e semear a colheita de um futuro melhor para a nossa gente.

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Novas Conselheiras Tutelares eleitas


Confira o resultado da eleição do Conselho Tutelar, transcorrida no último dia 18/05:

Titulares:
1.º - Celi Maria Gonçalves Sais 231 votos
2.º - Luci Teresinha Lima da Costa 154 votos
3.º - Maria Beatriz Andrade Madruga 146 votos
4.º - Vera Lucia Xavier dos Santos 133 votos
5.º - Deise Ajala Ferreira 113 votos

Suplentes:
Mabel Gomes Torança 100 votos
Pedro Afonso 98 votos
Claudete Medeiros Ávila 98 votos
Cristiane Aparecida Pereira da Silva 89 votos
Sandra Reymundo 80 votos

terça-feira, 22 de abril de 2008

Notícia urgente


Segundo um forte comentário, a possibilidade do atual prefeito disputar à reeleição estaria ameaçada. Motivo: as insistentes intervenções do prefeito na Rádio Comunitária Herval FM 104.9 em tom de campanha eleitoral. O comentário é de que a Justiça Eleitoral estaria “ligada” na propaganda escancarada pró-governo que passou a fazer parte da programação da Rádio e estaria disposta a agir em conformidade com a legislação, podendo tirar o prefeito do próximo páreo eleitoral. Será???

Poetando...




Atirei o pau no gato, mas o gato não correu.
O gato usou o pau como escada para escalar o muro
e alcançar sua amada.

***************************

Antônio saiu sem rumo pelas ruas da cidade.
Estava só e a cidade deserta lhe oferecia
como companhia apenas o pó das ruas descalças.
De repente, Antônio mira um louco correndo apressado em seu carro de sonhos: Dalmiro.
Antônio sentiu vontade de pedir carona ao louco.
Mas Antônio não tinha pressa e seus devaneios não caberiam naquele meio imaginário de transporte.
Antônio seguia a passos lentos e ia buscando pelo caminho a cura para sua louca sanidade.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Unidade e luta





As pré-candidaturas petistas caminham a passos largos em Herval. A dupla que compõe a chapa majoritária e vários pré-candidatos a vereador assumiram, recentemente, o compromisso político com a Unidade na Luta, corrente interna do Partido dos Trabalhadores representada na região pelos companheiros Miltinho e Conceição. Além disso, os pré-candidatos petistas vêm estabelecendo uma aproximação política importante com Fernando e Miriam Marroni, na tentativa de estabelecer um caráter regional para as eleições de 2008 e para a construção partidária.
A intenção da candidatura do Partido dos Trabalhadores é fazer uma campanha empolgante, em sintonia com as políticas e avanços conquistados pelo governo do Presidente Lula, de modo a resgatar a auto-estima da nossa população e reverter o quadro de enormes perdas de recursos federais devido à ausência de projetos e a incapacidade administrativa do atual governo.
No município, a coordenação da campanha petista vem mantendo conversações com lideranças e partidos descontentes com a posição política do pré-candidato do Partido Progressista, escolhido para representar uma frente de partidos oposicionistas, na perspectiva de ampliar a base de apoio aos pré-candidatos do Partido dos Trabalhadores.

Toninho recebe apelo para concorrer


Um grupo de amigos, familiares e apoiadores lançou um Manifesto na intenção de colher assinaturas pedindo a inscrição de Toninho como candidato a vereador.
Toninho chegou a ser indicado para disputar às eleições de 2008 como candidato a prefeito, mas abriu mão da indicação ao avaliar que Roque Oliveira reunia mais forças para representar o PT e atender a expectativa de mudanças para melhor alimentada pela maioria da população.
Ele disse estar profundamente emocionado com a iniciativa e prometeu avaliar o pedido com todo carinho. "Uma candidatura a vereador não estava nos meus planos, mas se ela representar um desejo coletivo e tiver a viabilidade de afirmar o meu compromisso com o bem do Herval, estou disposto a aceitar mais este desafio”, garantiu.

Leia a íntegra do documento:

MANIFESTO PRÓ-TONINHO VEREADOR

Queremos um Poder Legislativo com capacidade e soberania para cumprir todas as suas atribuições constitucionais e políticas;
Queremos a Câmara Municipal como um espaço de construção de relações políticas, econômicas e culturais afirmativas da cidadania, da solidariedade e dos valores humanitários;
Queremos um mandato de vereador comprometido com o fortalecimento da Câmara de Vereadores como um poder autônomo e independente dos demais poderes, especialmente do Poder Executivo;
Queremos um mandato de vereador que instigue a participação das pessoas, com a construção da sua pauta de atuação, das suas principais ações e projetos de forma coletiva, por meio da criação de um Conselho Político do Mandato e de outros canais participativos;
Queremos um mandato de vereador que promova seminários, debates, audiências públicas, entre outros, de modo a debater e construir propostas para a solução dos principais problemas do município;
Queremos um mandato de vereador que apóie às lutas sociais e tenha compromisso com a construção de relações cidadãs, baseadas no fortalecimento dos direitos e na transparência;
Queremos um mandato de vereador com coragem e capacidade para combater os privilégios, os favorecimentos pessoais e eventuais arbitrariedades cometidas pelos governantes;
Queremos um mandato de vereador comprometido com a melhoria constante dos serviços públicos e com a recuperação gradativa do plano de carreira e de salários dos servidores públicos municipais.
Diante do exposto, nós abaixo assinados sentimo-nos representados pela posição e pela atuação política de Toninho junto à bancada petista na Câmara de Vereadores, razão pela qual manifestamos o nosso desejo de vê-lo candidato e vereador eleito nas eleições de outubro de 2008.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Coragem e compromisso com o Herval


A Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores formalizou na última terça (15/04) o desligamento de Ari Peglow do quadro de filiados do Partido.
A direção petista tomou esta definição, a partir da manifestação de Ari de aceitar o convite para assumir um cargo no primeiro escalão do atual governo, o que contraria a definição do PT de disputar às eleições municipais de 2008 com candidatura própria, representados por Roque Oliveira e Jorge Mattos.

terça-feira, 15 de abril de 2008

Governo Lula apóia candidatura petista



O mandato do deputado Federal Henrique Fontana, promoveu Seminário de Formação no último dia 12/4, em Porto Alegre. O evento reuniu candidatos petistas a Prefeituras e Câmaras de Vereadores de 80 municípios gaúchos. Aproximadamente 400 militantes e pré-candidatos ouviram o ministro da Justiça, Tarso Genro, o secretário-geral do PT, deputado federal José Eduardo Cardozo (PT-SP), além do presidente do PT gaúcho, o ex-governador Olívio Dutra, e a deputada estadual Stela Farias.
Tarso garantiu que os indicadores econômicos do Brasil “são os melhores dos últimos 40 anos”. Fontana, por sua vez, afirmou que a oposição não se conforma com o avanço dos programas sociais e de desenvolvimento do governo Lula. “Eles querem até derrubar na Justiça o Programa de Aceleração do Crescimento e o ProUni, por exemplo”, relatou.
O encontro também serviu para afirmar o apoio do governo Lula às pré-candidaturas petistas em Herval, representadas pelo médico veterinário Roque Oliveira e pelo professor Jorge Mattos.

segunda-feira, 14 de abril de 2008

O cenário eleitoral está montado



A frente de partidos derrotada na disputa eleitoral de 2004 escolheu, no último sábado (12/4), o seu candidato para o pleito de outubro próximo: Ildo Salaberry (PP), empresário rural e atual presidente do Sindicato dos Empregadores Rurais de Herval, foi o nome escolhido para ser o porta-voz deste grupo político considerado por muitos como anti-popular e eletista, herdeiro da dolorosa tradição autoritária que persegue a história do Herval como uma sombra.
O chamado “frentão” já havia fechado a aliança há vários meses, mas ainda faltava decidir o candidato para representá-lo, o que foi feito através de uma suposta pesquisa de opinião, que teria apontado Ildo como o nome do “frentão” com maiores chances de derrotar o prefeito Camarão.
Mas o comentário é de que o “frentão” ainda pode sofrer a dissidência de lideranças ou mesmo de partidos políticos, que alegam terem caído numa armadilha montada por apoiadores de Ildo juntamente com algumas figuras do PMDB, inconformadas com a derrota na prévia do partido, realizada no final de 2007. Há quem diga que as brigas estão só começando.
Segundo se comenta também, o “frentão” teria sido formado a partir de um acordo que prevê a distribuição igualitária dos cargos entre os partidos aliados num eventual governo e sua principal motivação seria a vontade obsessiva de derrotar o atual prefeito a qualquer preço. Traduzindo: mudariam as moscas, mas a cacaca e a empáfia continuaria a mesma.
É possível superar a dura crise administrativa que assola o Herval há vários anos e que vêm permeando os diferentes governos. Mas para isso, o bem de todos precisa ser colocado acima dos interesses privados ou particulares e o revanchismo político precisa dar lugar à soma de esforços e energias fraternas e criativas pelo bem do Herval, o que parece não ser o compromisso nem o principal pilar de sustentação do chamado “frentão”. Que vença o povo Hervalense!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Poetando...


Mar revolto que se derrama em palavras rasas
arrancadas do mais fundo me mim.

**********************************************************

A luz do teu rosto desespera a minha calma.
Como é grande esse desgosto de andar tão perto da tua alma,
e tão distante do teu corpo!

***********************************************************
Amor carnal que lanha a minha pele e o meu peito.
Coisa quente e boa que me faz mal.
Mel amargo que me deixa insatisfeito.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Nosso patrimônio histórico pede socorro




Antigo casarão que foi propriedade do saudoso deputado Osmar Grafulha, localizado no interior do município e que atualmente pertence ao assentamento Tamoios. Um patrimônio histórico de inigualável valor, tanto sob o aspecto histórico quanto arquitetônico que mereceria ser preservado.
Infelizmente, o desmazelo com a riqueza arquitetônica local é algo comum, o que faz com que a nossa história venha sendo apagada não apenas pela ação do tempo, mas também pelo ímpeto das novas gerações de “edificar o novo”, soterrando totalmente o “velho”. Este traço negativo da nossa cultura nos cobra uma ação determinada na tentativa de “virar este jogo”.
Além disso, as sucessivas administrações municipais nunca construíram uma política de resgate do nosso patrimônio histórico, amparada numa legislação própria e específica, o que se configura em mais um obstáculo. Lamentável.

Poetando...


O poder corrói e corrompe.
O poder interrompe a dor e constrói.
Não dediques a ele demasiada deferência.
Não te amedrontes se ele pedir emprestada a tua essência.
Empresta-lhe o calor de tuas mãos e o melhor da tua mente.
O poder sozinho não pode tudo e não sabe o bom caminho.

***********************************************************

Verdade é tudo que verte da profusão do ser e repele a vultosa proliferação da vaidade.

***********************************************************

Eu daria o mundo para me olhares com teus olhos lindos de mulher por apenas um segundo.

terça-feira, 8 de abril de 2008

Nota da Executiva Municipal do PT




A direção Executiva do Partido dos Trabalhadores reafirma, através desta nota pública, a decisão do Partido de disputar as eleições municipais deste ano com candidatura majoritária própria;

A Executiva do PT reafirma também as pré-candidaturas dos companheiros Roque Oliveira e Jorge Mattos, a dupla escolhida para formar a chapa majoritária como candidatos a prefeito e vice-prefeito, respectivamente; sendo que tal decisão ainda não foi oficializada apenas porque a convenção partidária precisa ser agendada entre 10 e 30 de junho;

A Executiva do PT torna público que a escolha das pré-candidaturas majoritárias e proporcionais do Partido obedeceu a todos os trâmites previstos no Estatuto Partidário, sendo que a decisão final foi precedida de um longo e democrático processo de debates no interior do Partido, até que a unanimidade do Diretório Municipal oficializasse tanto a escolha pela candidatura própria quanto a indicação dos pré-candidatos;

A Executiva do PT informa, ainda, que os debates internos foram amplamente divulgados no interior do Partido. Portanto, nenhum filiado ou filiada está autorizado a assumir cargos na atual administração nem estabelecer qualquer tipo de negociação na perspectiva eleitoral em nome do Partido. Esta é uma atribuição da direção Executiva, devidamente autorizada pelo Diretório. No caso de algum filiado ou filiada caminhar nesta direção anti-democrática e anti-partidária, será aberto processo disciplinar, nos termos estabelecidos pelo Estatuto Partidário;

O Partido dos Trabalhadores, através da sua direção Executiva, reafirma seu compromisso com os princípios democráticos, bem como sua disposição de trabalhar incessantemente por um Herval mais fraterno, mais cristalino e mais feliz, com uma administração séria, eficiente e transparente, capaz de oferecer mais e melhores oportunidades para a nossa gente.


Herval, 08 de abril de 2008.




FARID MAHFUS
Presidente


CHICO GONÇALVES
Vice-Presidente

domingo, 6 de abril de 2008

Informação ou promoção pessoal?


Dizem as más línguas que o programa Herval Repórter, levado ao ar aos sábados pela “Rádio Comunitária” 104.9 FM, perdeu completamente o seu caráter informativo se transformando num programa (ou seria palanque?) eleitoral de um único partido, ou seja, dos partidários do atual governo.
Quem acompanhou a transmissão do programa no último sábado (05/4) diretamente da Caravana Rural reclama que as entrevistas foram trocadas pelos discursos inflamados pró-governo e a voz da comunidade foi abafada para dar vez ao desfile das autoridades governistas, as quais não teriam se pronunciado em tom de autoridade, mas sim de candidatos nas próximas eleições. Um verdadeiro comício, com direito a participação de todo o primeiro escalão, de prováveis apoiadores políticos-eleitorais e tudo mais, segundo a opinião de alguns.
Segundo se comenta, o chefe do Executivo municipal teria deixado de ser prefeito por algumas horas para reforçar o time de partidários, digo apresentadores, sendo apresentado simplesmente como o “nosso amigo” Marco Aurélio, conforme a voz de um repórter chefe de gabinete da administração. O estranho é que o Sr. prefeito teria se pronunciado em alto e bom som em nome da administração, inclusive nomeando a Caravana Rural como o grande feito do seu governo, o que contraria o anúncio de que ele havia “renunciado” ao mandato durante a apresentação do programa. Um espetáculo deprimente.
O papel de um veículo de comunicação, sobretudo uma Rádio Comunitária é informar e promover o debate sobre os casos e coisas da comunidade, enfocando a notícia por todos os lados e opiniões. Certo? O problema é quando a informação vira desinformação e o debate político é substituído pela propaganda de governo.
Fiquemos de olhos e ouvidos bem abertos!

sábado, 5 de abril de 2008

Eleição para o Conselho Tutelar


Esta chegando o dia de ir às urnas escolher os novos conselheiros e conselheiras tutelares do município. A votação acontece no dia 18/4, das 8h às 17h na APAE, Câmara de Vereadores e salão de eventos do Banrisul. Confira a listagem dos(as) candidatos(as):

MARIA BEATRIZ MADRUGA - Nº. 01
SANDRA REYMUNDO - Nº. 02
LUCI DO PATA - Nº. 03
CRIS-GIGABYT - Nº. 04
MABEL GOMES TORANÇA - Nº.05
CELI MARIA SAIS - Nº. 06
NAURELI SOZA MELO - Nº. 07
VERA XAVIER DOS SANTOS - Nº. 08
CLAUDETE MEDEIROS ÁVILA - Nº. 09
DEISE AJALA FERREIRA - Nº. 10
LÚCIA NOVO BORBA - Nº. 11
MANINHA - Nº. 12
PEDRO DA FERRARIA - Nº. 13
JO - Nº. 14
ROGÉRIO DA CUNHA LOPES - Nº. 15

Escolha seu candidato(a) e participe!!!

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Lanches, bebidas e música ao vivo


As proprietárias da Lancheria Tradição convidam todos a saborear um delicioso lanche, embalados pelo bom pagode de Samuel e Marcos. É neste sábado (05/4), a partir das 21 horas.
A Lancheria Tradição (antigo Tio’ s Lanches) é de propriedade de Perla e Patrícia, e seu endereço é à Rua Rafael Pinto Bandeira, 611. Prestigie!

E a dúvida paira no ar...






Eis a pergunta que não quer calar? Qual a explicação para a péssima qualidade na transmissão da última sessão da Câmara de Vereadores pela rádio 104.9 FM? Houve problemas técnicos durante a transmissão ou outra razão menos digna de vir a público? Um veículo de comunicação comunitário deve explicar esta “falha” importante com todos as letras, tanto para a opinião pública em geral, como para a direção do Legislativo, uma vez que a Câmara paga uma quantia razoável pela transmissão das sessões do Parlamento Hervalense. Afinal, a Rádio é ou não da comunidade?

Poetando...


Vivo virtualmente o real
E realmente o virtual.
Coisas da era da informática
Ou deformação do meu ser?

****************************************

Aperte o cinto.
Sinto informar que jogo de cintura
Não segura a vontade e a verdade da vida.

***************************************

Acordo quatro horas da manhã com vontade de cuspir.
Pego papel e caneta e rabisco palavras como escarro.

*****************************************

Ar e chuva chuvarada
Chuva arando a terra seca do meu ser.

*****************************************

Amarela, a cor da casa dela
AMAR ELA
Amar e morrer de amor

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Ainda não foi desta vez


Os servidores da prefeitura receberam um reajuste nos seus vencimentos básicos de 2,26%. O aumento foi aprovado pela Câmara de Vereadores na sessão transcorrida ontem (01/4).
Na mesma sessão, também foi aprovado um reajuste no básico dos servidores do Poder Legislativo de aproximadamente 20%, mais a equiparação de 2,26%.
O vereador Batista (PDT) foi o único a votar contra o aumento dos servidores da Câmara, com a alegação de que isto criaria uma disparidade muito grande entre os salários pagos pelos dois poderes.
Alguém deve ter esquecido de avisar ao vereador pedetista de que a Câmara é um poder independente, e esta iniciativa da Mesa diretora é um importante passo para afirmar esta condição.
Ao invés de tentar criar um desconforto entre os servidores dos dois poderes, em decorrência deste percentual diferenciado de aumento, o vereador deveria ter usado sua influência para defender um aumento no mesmo percentual para os servidores do executivo municipal. No que tange ao quadro de pessoal, a Câmara parece fazer o seu “dever de casa”, e o Poder Executivo está com suas promessas em dia?

Profundamente lamentável


A Sessão da Câmara de Vereadores por pouco não se transformou em palco de uma grande pancadaria na noite de ontem (01/4). O clima esquentou a partir da manifestação do ex-Prefeito Rubem, que afirmou não ter existido nenhuma irregularidade na sua administração, relativa à gestão do Fundo de Aposentadorias dos Servidores e na aplicação de um recurso oriundo do INCRA, prevendo obras de infra-estrutura no assentamento Bamburral.
O comentário geral é de que a manifestação do ex-Prefeito não serviu para esclarecer suficientemente tais acusações. O fato é que ele usou o espaço para tecer duras críticas ao atual governo, transformando a Câmara num palanque para a disputa política entre a situação e a oposição do PMDB. Rubem tentou comparar o seu governo com o atual, e no comparativo a oposição garante ter levado larga vantagem. Será mesmo?
Liderados por Rubem, os vereadores oposicionistas “desceram o pau” no governo, o que acendeu a paixão do vereador Batista, do PDT. O bate-boca andou perto de ser resolvido no braço, quando o vereador João Bosco (PMDB) partiu para cima de Batista, tendo que ser contido por seus colegas.
Há quem comente que a manifestação de Rubem na Câmara faz parte de uma estratégia do “frentão” para lançá-lo como candidato a Prefeito nas eleições deste ano. O Certo é que o “homê” continua a mesma raposa de sempre e cada vez mais em alta entre as lideranças e partidários do tal “frentão”.
O certo também é que a Câmara é uma instituição séria e não deveria servir de palanque para a disputa eleitoral entre governo e oposição. Lamentável.
Ontem foi 1º. de abril, mas o povo do Herval não é bobo e sabe separar política de politicagem.

terça-feira, 1 de abril de 2008

16 anos dia 5. Parabéns!!!


O jornal O Herval chega a 16 anos de trabalho dedicado ao registro da história do município. Uma trajetória de lutas e conquistas; de erros e acertos; de aplausos e vaias; de muitos espinhos e algumas flores, mas sempre com as coisas e a cara do Herval estampadas em suas páginas; o que, por si só, já é um motivo de orgulho que pede o reconhecimento de todos nós. Tenho testemunhado todo o esforço da direção e funcionários do jornal para manter sua circulação. Sei que não é tarefa simples nem pequena quanto possa parecer.
Não é fácil manter a circulação de um veículo de comunicação impresso numa cidade com poucos leitores e muito à flor da pele em termos políticos. Mesmo que muita gente, muitas vezes, negue o caráter político da ação humana, o fato é que ela está presente em tudo, inclusive nas páginas de um jornal. O errado seria partidarizar ou negar que a comunicação, como toda ação humana, é sempre um ato político. E destes desvios O Herval sempre fez das tripas coração para não padecer, mesmo que não tenham faltado tentações nem pedras no caminho. O fato é que não é possível contentar todos ao mesmo tempo.
Outro obstáculo à circulação de um jornal do porte de O Herval é o monopólio da comunicação que se instalou terrivelmente neste país, com pouco mais de meia dúzia de famílias detendo o controle da quase totalidade dos meios de comunicação televisiva, impressa e falada. Uma barreira importante e mais um motivo para saudarmos estes 16 anos de O Herval, como um veículo alternativo para a comunicação dos fatos e notícias locais, as quais não mereceriam atenção nem destaque na imprensa estadual ou nacional.
É claro que o jornal poderia trazer mais e melhor informação sobre os ditos e feitos da nossa terra. Mas apesar das suas limitações, escorregões e dificuldades, este jornal cumpre um papel fundamental em nossas vidas. Ele é como a água encanada e a energia elétrica, cuja importância é notada normalmente quando faltam em nossas casas. Ele é como um raio de sol que ilumina o nosso pensamento e nos convida a enxergar o que somos, o que queremos e o que podemos ser como povo Hervalense.
Valorizemos O Herval pelo que há de nós nele e também pelo importante registro que ele oferece sobre a nossa história. Vida longa a este periódico e coragem, sempre.

União F.C. agradece



O 1º. Torneio de Futesete do União F.C. chegou ao seu final no último domingo (30/3). O torneio foi realizado em comemoração aos 44 anos de fundação do Clube, um dos mais tradicionais do futebol Hervalense. A diretoria, composta por Topogigio, Eluzardo, Ibrahim, Kuca e Joãozinho, agradece a todos que colaboraram para o sucesso do evento. Confira a classificação do torneio:

Equipe campeã: Ajax
Vice-campeão: Atlético
Terceiro lugar: Vargilhense

Seguidores